Salário mínimo por estado: onde se paga mais e onde se paga menos?

No Brasil, desde o dia 1º de fevereiro de 2020, o valor do salário mínimo foi reajustado para R$1045,00. Entretanto, o salário mínimo por estado sofre alterações em cada região do território nacional.

Assim sendo, alguns estados têm o piso regional superior ao salário mínimo nacional imposto. E é isso o que você vai ver, aqui mostraremos os lugares onde o salário mínimo por estado é maior do que o mínimo nacional.

Continue com a gente e confira! Boa leitura.

Salário mínimo por estado: regiões em que o valor salarial é alto

Salário mínimo por estado

Embora grande parte dos estados brasileiros use o salário mínimo nacional, alguns estados têm o salário mínimo regional com base em suas especificidades locais.

A seguir, reunimos os estados com o maior salário mínimo:

  • São Paulo: o salário mínimo varia de R$1.163,55a R$ 1.183,33;
  • Santa Catarina: estado que possui 4 tipos de faixas salariais, que são respectivamente, R$ 1.215, R$ 1.260, R$ 1.331 e R$ 1.391;
  • Rio Grande do Sul: atualmente o salário mínimo está em R$ 1.292,82;
  • Rio de Janeiro: nesse estado, o valor do salário mínimo varia de R$1045,00 a R$ 1.292,82;
  • Paraná: o reajuste salarial levou o salário mínimo regional ao valor de R$ 1.383,80, e conforme a categoria pode chegar a R$ 1.599,40

Tem diferença entre salário mínimo nacional e mínimo estadual?

salário mínimo por estado

Existe diferença. O salário mínimo regional afeta diretamente os funcionários cujo setor é privado. E isso abrange mais aqueles que não possuem um líder sindical que lute por seus direitos, como é caso das empregadas domésticas.

Devido a esse motivo, os estados, ao invés de utilizarem o salário mínimo nacional, adotam o piso mínimo de sua região que tende a suprimir as necessidades demográficas.

Abaixo, segue a lista dos estados brasileiros em que vigoram valores diferentes do salário mínimo por estado. Confira:

  • Santa Catarina;
  • Rio Grande do Sul;
  • Paraná;
  • Rio de Janeiro;
  • São Paulo.

Além dos estados acima citados, regiões como o Ceará, Minas Gerais, Mato Grosso e Tocantins, ainda não definiram se adotam o salário mínimo nacional ou o regional.

Saiba o que é o piso salarial

Salário mínimo e piso salarial possuem significados diferentes. Geralmente as pessoas confundem os dois termos. Por isso, vamos explicar a diferença.

Quando se fala em piso salarial, está se referindo ao menor salário pago a dada categoria profissional. Em suma, os profissionais dessa área, trabalham 44 horas semanais.

Assim sendo, o piso salarial, por ser um benefício, vai ser sempre superior ao salário mínimo nacional. E isso também se emprega ao salário estadual.

Ademais, vale ressaltar que esse salário é aplicado de acordo com a categoria de cada área de atuação, como jornalistas, professores e médicos.

O salário mínimo regional

Os pisos estaduais, como também são chamados o salário mínimo regional, compreende os trabalhadores de todos os estados, com exceção aos:

  • Trabalhadores com salário mínimo definido em lei federal;
  • Servidores municipais;
  • Trabalhadores que dispõe de convenção ou acordo coletivo de trabalho;
  • Trabalhadores que executam suas atividades sob contratos de aprendizagem.

Deste modo, com essa breve análise, foi possível perceber que o salário mínimo regional tende a ser maior em estados de regiões Sul e Sudeste.

Ficou com alguma dúvida ou quer fazer um comentário? Fique a vontade, abaixo tem uma área destinada a essa finalidade!

Paulo Victor Silva
Estudante do curso de Jornalismo pela UFES. Dono de uma mente inquieta e curiosa. Além disso, é amante da leitura e apaixonado pela música.

Deixe seu comentário