Início » Políticas do Brasil → Leis, Acordos e Partidos Políticos » Qual o salário dos políticos no Brasil? Quanto ganha cada cargo + benefícios

Qual o salário dos políticos no Brasil? Quanto ganha cada cargo + benefícios

O salário dos políticos, historicamente, no Brasil se lança na contrapartida do crescimento econômico e social do país – ao menos é o que prova o estudo do salário dos políticos. Benefícios e privilégios em reajustes afirmam rombos nos cofres públicos.

Em 2016, por exemplo, o salário mínimo sofreu reajuste de R$96,00 (equivalendo a R$880,00), enquanto Ministros do Supremo Tribunal Federal aumentaram em 16,5% e 41,47%, o que equivale a um incremento maior do que R$5mil para cada um.

coligação partidária

Apesar da diferença com a média salarial brasileira, os cargos políticos se provam mais vantajosos, nem tanto pelo salário em si, que varia de R$8.370,30 para vereadores (o cargo mais baixo) a R$33,7 mil para Juiz Federal (cargo mais alto), mas sim, pela lista extensa de benefícios. Os privilégios, como auxílio moradia, planos de saúde e as despesas inclusas, garantem que os parlamentares não precisem colocar a mão no bolso.

Quanto ganha um político no Brasil

Presidente da República

Salário mensal: o Presidente da República ganha, em média, R$ 30,9 mil.

Auxílio Moradia: Duas residências oficiais em Brasília, sendo uma delas o Palácio da Alvorada e outra a Granja dosalário dos candidatos Torto.

Plano de Saúde: Todas as despesas pagas, incluindo as de familiares.

Benefícios: Cartões corporativos de limite variável, de acordo com o orçamento de cada plano econômico a ser definido pelo próprio governo.
Passagens aéreas:  Ilimitadas.

Cargo de confiança: Não há limites, fica à vontade do presidente.

Ministro de Governo

Salário mensal: 30,9 mil.

Moradia: Residência oficial e mais um auxílio no valor de R$ 6,6mil.

Plano de Saúde: Não tem assistência coberta.

Cotas: Tem acesso aos cartões corporativos com limite que deve ser definido por cada ministério.

Ministros do Supremo Tribunal Federal

Salário mensal: 33,7 mil.

Moradia: Residência oficial mais um auxílio moradia de R$4,3 mil.

Plano de Saúde: Completamente coberto, dependentes e conjugues também são cobertos pelo plano.

Cotas: Não há verbas de gabinete e nem cartão corporativo. Tem direito a carro oficial e motorista particular. O gasto com combustível é ilimitado.

Passagens aéreas: Cota de R$42,8mil, anualmente, sendo que, também, podem usar aviões oficiais.

Cargos de confiança: Cada um pode nomear até 8 cargos de confiança, sendo que metade deles devem ser concursados. Cada assessor nomeado tem direito a um salário de R$10,3 mil mais benefícios.

Senadores

Salário mensal: os senadores ganham, em média, R$33.763,00.

Moradia: Apartamento funcional completamente pago ou auxílio moradia no valor de R$4,2mil.

Plano de Saúde: Os senadores, mais seus conjugues e dependentes, até 21 anos (até 24 anos se forem universitários), têm todas as despesas médicas, odontológicas e, também, psicoterápicas, cobertas num valor total de R$25,9mil.

Cotas:  Recebe uma cota parlamentar para exercício da profissão, no valor de R$15 mil, que inclui despesas com funcionários, aluguel de escritório, material de consumo, alimentação, combustível e outros gastos variáveis

Passagens: Cinco trechos de passagens aéreas do Estado para Brasília por mês.

Cargos de confiança: Tem direito a nomear pessoas para cargos em Brasília ou diretamente em seus escritórios pessoais. O limite de gastos com pessoal não pode ultrapassar R$15mil por mês.

Deputados Federais

Salário mensal: os deputados federais ganham, em média, R$ 33.763,00.

Moradia: Apartamento funcional ou auxílio moradia de R$4,2 mil
Plano de Saúde: Deputados têm atendimento médico completamente gratuito, contando despesas odontológicas. Não se estende para os familiares, nem para os mais próximos.

Cotas: Incremento de R$30,2 mil a R$44,9 mil no salário para ajudar na realização do trabalho, como passagens, telefone, Correios, etc
Verba de gabinete: R$92 mil para pagar pessoal, nomeados com base em confiança.
Passagens:  A compra de passagens deve ser feita com o uso do dinheiro do gabinete. As esposas, também, têm as despesas aéreas pagas pela Câmara.

Cargos de confiança: Pode nomear até 25 funcionários, todos devem ter um salário máximo que não pode ultrapassar os R$92 mil.

Governador

Os ganhos do governador são determinados pela Assembléia Legislativa. Assim, o representante de cada estado recebe um valor diferente dependendo dos acordos feitos.

São Paulo – R$ 21,6 mil

O governador de São Paulo, Geraldo Alckmin, recebe um salário médio de R$21,6 mil, valor que está congelado desde 2014, bem como o salário médio dos servidores ativos no mesmo estado.

Rio de Janeiro –  R$21.868,14

O governador do Rio de Janeiro, Luiz Fernando Pezão, tem um salário médio de R$21.868,14. Em 2016, ele enviou uma proposta de redução do seu próprio ganho em 10%, o que equivaleria a R$19.681,33 mensais.

Poucos meses depois, os deputados estaduais propuseram uma nova parcela que reduziria mais 30%, passando a R$15,3 mil. O governador recusou o valor e voltou ao seu salário inicial do cargo de R$21,8.

Rio Grande do Sul – R$ 25.322

O Governador José Ivo Sartori aumentou seu próprio salário em 46%, alegando reajustes da inflação.

No entanto, se o acréscimo fosse o único motivo, deveria ter sido de 6,5%, e não 46%, subindo de R$17.347 para R$25.322,00. A decisão causou discórdia na Assembléia Legislativa e, desde 2016, ele foi forçado a devolver aos cofres públicos R$4,4 mil.

Paraná – R$ 33.763,00

Beto Richa é o governador mais bem pago de todos os estados brasileiros. Além da sua riqueza familiar, que supera os R$3 milhões, conforme sua declaração de bens pessoais, há, ainda, os patrimônios da sua esposa Fernanda Richa que totalizam mais de R$1 milhão.

Cotas: Além dos salários, os governadores ainda têm direito a pensões vitalícias, que custam, anualmente, R$37 milhões aos brasileiros – o que é o custo para a aposentadoria após exercer o cargo. 16 dos estados brasileiros pagam esta taxa a mais. Os valores mensais recebidos, inclusive pelas viúvas (em caso de falecimento do ex-governador), varia de R$10,5 mil, em Minas Gerais, a R$48,7 mil no Pará.

Prefeito

Assim como os governadores, o salário dos prefeitos variam de acordo com a Constituição Federal. Quem define o quanto ganham é a Câmara Municipal. A média entre cada um vai do mais baixo, R$18.983,96, do prefeito do Rio de Janeiro, Marcelo Crivella, ao mais alto, R$24.165,87, do prefeito de São Paulo, João Dória.

Vereador

O salário do vereador depende da população do município que ele atende. A remuneração máxima não pode ultrapassar os R$21.080,76 sem qualquer desconto e com benefícios.

Salário: Ele é baseado na porcentagem de habitantes de cada região.

[table “28” not found /]

Confira a médica calculada em cada estado brasileiro:

[table “29” not found /]

Quanto custam os políticos aos cofres públicos?

A garantia de tantos benefícios e salários avantajados geram um rombo na economia, muito maior do que o da previdência de toda a população. De acordo com a apuração feita pelo site especializado Contas Abertas, a União gasta em média:

  • 119 mil com servidores federais do Judiciário – R$ 13.290 para cada (total mais de R$ 1 bi mensais);
  • Quase 36 mil com servidores do Legislativo – R$ 12.516 para cada;
  • 1,8 milhões com servidores do Executivo – R$ 5.599 para cada.
salario dos politicos

Somente os Deputados – que são a massa mais cara para a União – equivalem a R$168,6 mil por mês. Juntos, os 513 custam algo em torno de R$86 milhões ao contribuinte todo mês, o que equivale pouco mais de R$1 bilhão por ano.

Os gastos gerados mensalmente por meio da Lei de Acesso à Informação (consulte o Portal da Transparência) excluem gastos variáveis, como os benefícios de auxílio moradia.

De acordo com a Casa, são 432 imóveis funcionais, sendo que 90% estão sendo ocupados e o restante foi trocado pela casa dos próprios parlamentares.Cada um tem um custo de R$ 4.253,00 por mês, o que daria um total de R$1,8 milhão, somente de auxílio-moradia, tirando aqueles que optam pelo recebimento para morar em locais não concedidos pelo próprio governo.

O quanto ganha um político é o sonho da maioria dos brasileiros. Mesmo na capital federal mais rica do país – Brasília –  a renda dos que não ocupam alguma das três esferas públicas é alta. Lá, existem somente 7.783 famílias que têm a renda familiar que varia entre 40 a 50 salários mínimos, o valor não corresponde nem a 1% da população do estado.

Se comparado com os estados mais pobres, a distinção fica ainda maior. No caso de Belo Horizonte, por exemplo, a grande maioria dos trabalhadores (90%) ganha, no máximo, R$2,5 mil por mês, não é nem um décimo do que os salários de qualquer político (excluindo os benefícios mensais).

Comentários fechados

Os comentários desse post foram encerrados.