Quanto ganha aposentado que recebe mais do que 1 salário mínimo

Aposentar-se com um valor alto, acima do salário mínimo, é o desejo de muitos, afinal, garante-se uma melhor qualidade de vida, tendo maior poder de compra, sem correr o risco de endividamento.

Mas, como funciona o salário de aposentado que ganha acima do mínimo e como consegui-lo? A seguir, abordamos essas questões detalhadamente. Acompanhe e boa leitura!

Como se aposentar com mais de um salário mínimo?

É difícil se aposentar com um salário acima do mínimo, porque o cálculo feito pelo Meu  INSS considera diversas variáveis, principalmente com a Reforma da Previdência. Mas, é possível conseguir um valor maior, sim.

O segredo para isso é realizar contribuições altas, sempre acima do salário mínimo vigente. O ideal é contribuir com 20% do valor do teto do INSS durante todo o período obrigatório / de carência.

Considerando valores de 2020, o teto do INSS é de R$ 6.101,06. Neste caso, sua contribuição mensal deveria ser R$ 1.220,21 durante o ano. Se trabalhar formalmente, com registro em carteira, seu empregador repassa o desconto legal ao INSS.

Caso esse valor repassado seja menor que o teto, o trabalhador pode complementar com uma contribuição à parte, aumentando o total mensal, o que maximizará a possibilidade de se aposentar com mais de um salário mínimo.

Salário de aposentados

Como funciona o salário de aposentado que ganha acima do mínimo

O funcionamento do salário é simplificado: uma vez aprovado e liberado pelo INSS, o valor é pago mensalmente ao beneficiário. Esse montante é revisado anualmente, sofrendo um reajuste.

Para o reajuste, considera-se o INPC, o Índice Nacional de Preços ao Consumidor, que indica qual foi a inflação do ano. Em 2020, por exemplo, o INPC foi de 4,48%, portanto, aposentados que ganham acima do mínimo tiveram essa porcentagem de aumento em seus ganhos mensais.

O pagamento dos valores reajustados sai em janeiro, mas quem recebe mais do que o mínimo tem um calendário especial de liberação da aposentadoria, com datas que variam de acordo com o número final do benefício, desconsiderando o dígito.

Calendário de aposentadoria de quem ganha acima do mínimo

Mas, afinal, quando o aposentado que ganha acima do mínimo recebe o pagamento? A melhor forma de confirmar isso é verificando o calendário liberado pelo INSS, no site do órgão.

A tabela vigente atual, que é de 2020, pode ser encontrada online (clique aqui). Para verificar as datas de pagamento, identifique “acima de um salário” no calendário, o número final de seu benefício e o mês de liberação do valor.

Como contribuir para se aposentar acima do salário mínimo

É possível contribuir ou complementar sua contribuição mensal com a Previdência Social para se aposentar acima do salário mínimo. Em ambos os casos, isso deve ser feito com a emissão e pagamento da GPS, a Guia da Previdência Social.

Trata-se de um documento que pode ser emitido online e pago em bancos autorizados, via internet banking ou aplicativo do banco, sempre dentro do prazo de vencimento, para evitar a incidência de juros e multas.

Como emitir a GPS?

A Guia da Previdência Social pode ser gerada pela internet, alternativa que é mais prática e evita os erros comuns da versão manual. O documento pode ser emitido para um mês específico ou um período, desde que seja inferior aos últimos cinco anos.

Seu preenchimento é simplificado, mas é preciso se atentar ao código de contribuição, para garantir que esteja pagando exatamente o valor que lhe garantirá mais de um salário mínimo como aposentadoria.

Mas, como saber qual código devo utilizar? Verifique no site da Receita Federal os códigos de contribuição previdenciária (clique aqui). Depois de escolher o adequado ao seu perfil, siga este passo a passo para emissão da GPS:

  • Acesse SAL (Sistema de Acréscimos Legais);
  • Selecione a categoria do contribuinte;
  • Informe dados do contribuinte (NIT / PIS / PASEP);
  • Digite o texto da imagem gerada pelo site, para autenticar seu acesso;
  • Clique em “confirmar”;
  • Verifique se os dados do contribuinte estão corretos. Se não estiverem, será preciso corrigi-los junto à Previdência Social, utilizando a plataforma Meu INSS;
  • Informe a competência (mês e ano da contribuição);
  • Insira o salário de contribuição. Se quiser contribuir com o valor máximo, informe o teto do INSS;
  • Escolha o código de contribuição previdenciária;
  • Clique em “confirmar”;
  • Selecione a guia de pagamento;
  • Finalize a operação.

Deixe seu comentário