Renda Brasil – Previsões e Propostas para 2020

O Governo Federal anunciou a intenção de implementar o Renda Brasil ainda em 2020. O objetivo é substituir o Bolsa Família por esse novo programa, abrangendo ainda mais famílias e aumentando o valor pago mensalmente.

Segundo notícias que circulam entre os veículos de comunicação, o plano é colocar em vigor o Renda Brasil a partir de outubro. Essa data coincide com o fim do pagamento do auxílio emergencial que vem ajudando milhares de famílias que estão sofrendo as consequências deste difícil momento de saúde pública que o mundo atravessa.

Então, a primeira previsão é sobre o lançamento do Renda Brasil. Ele está previsto para outubro de 2020.

E quem será beneficiado pelo Renda Brasil?

fila da caixa - renda Brasil

Segundo o Ministério da Economia, na figura do atual ministro, o Renda Brasil será destinado ao mesmo grupo de famílias que, atualmente, são atendidas pelo Bolsa Família.

Porém, há um plano de expansão que visa distribuir a renda disponível para esse programa assistencial para outras famílias que, atualmente, não recebem o Bolsa Família do Governo Federal.

Há uma expectativa para um salto de até 5 milhões de família a mais que receberão o auxílio mensal. Dentre o grupo de atendidos, haverá pessoas com trabalho ativo – ao contrário do Bolsa Família que atende, apenas, aos desempregados.

A segunda Previsão é essa: pessoas já atendidas pelo Bolsa Família continuarão recebendo assistência do Governo Federal (via Renda Brasil). Além disso, outras famílias poderão, também, ser contempladas.

E qual será o valor pago pelo Renda Brasil?

Ainda não há informações oficiais sobre o valor destinado para atender, mensalmente, as famílias. Porém, o Governo Federal trabalha com um valor de, aproximadamente, R$300,00 por mês para cada família.

Esse valor deverá ser o mesmo da última parcela do auxílio emergencial – que o governo pretende pagar até setembro e de forma regressiva, ou seja, R$500 em julho, R$400 em agosto e R$300 em setembro.

Porém, o Governo Federal ainda precisa se reunir com a Câmara (na pessoa do seu presidente Rodrigo Maia – DEM) e com o Senado (na pessoa do seu presidente Davi Alcolumbre – DEM) para debater a proposta de valores. O que se sabe é que há divergências sobre o quanto que será pago mensalmente para cada família.

A terceira e última previsão do momento é sobre o valor que deve ficar em torno de R$300 por mês para cada família que se encaixa nas regras do novo programa Renda Brasil.

Flavio Carvalho
Gestor de Projetos e Pessoas da WebGo Content. Especialista em SEO e novos Projetos. Formado em Relações Públicas (PUC/PR) e experiência de mais de 10 anos no Marketing Digital.

Deixe seu comentário