Renavam 2021 Detran AM: Como funciona?

Ao ter um veículo em qualquer estado brasileiro, é preciso ficar atento a todos os impostos que são necessários para se fazer o pagamento logo no início do ano, principalmente porque no caso de atraso, será necessário pagar demais taxas e juros incluídos.

São vários disponíveis: licenciamento, DPVAT, IPVA, além de multas incluídas em muitos casos. Mas, você sabe qual é uma coisa em comum que habilita a consulta de todos eles? É o já conhecido Renavam, mas, para que mais ele serve?

Veja essa e demais informações abaixo, ficando por dentro de suas principais usabilidades e como funciona.

Renavam 2021 Detran AM: Como funciona?

O Renavam é conhecido por ser um número comprido e que está presente diretamente no licenciamento do seu veículo em questão, mais precisamente no canto superior direito. Ele é um número único e intransferível, ou seja, ele não mudará mesmo que você mude de carro ou o veículo em questão, mude de dono.

Isso acontece porque ele é como se fosse um RG do seu veículo, onde estão presentes todas as multas, pendências e tudo aquilo que já aconteceu com o mesmo em questão, registrado e documentado.

Quer saber como fazer demais consultas por meio do Renavam dentro do estado do Amazonas? Veja abaixo mais sobre esse procedimento e fique por dentro!

  1. Acesse o site oficial do Detran AM, que é: https://www.detran.am.gov.br/;
  2. Clique na opção “Veículos” e depois em “Situação do veículo”, conforme imagem demonstrativa abaixo;
    Renavam 2021 Detran AM: Como funciona?
  3. Agora, é o momento em que você deve inserir o seu número de Renavam na lacuna em branco, clicando depois em “Consultar”. Caso queira, também é possível inserir o número Chassi.
    Renavam 2021 Detran AM: Como funciona?

Nesse momento, você terá à sua disposição todas as demais pendências e questões relacionadas ao veículo do qual o Renavam foi consultado. É o momento de procurar quitar tudo aquilo que tiver ali pendente, ficando assim dentro da lei.

Essa consulta é de suma importância para os interessados em comprar veículos semi novos ou usados, visto que assim, é possível verificar se há demais pendências ou multas que ainda não foram quitadas, conseguindo se prevenir antes de finalizar a compra, por exemplo.

Além disso, por meio desse número você pode verificar a situação de demais impostos e taxas, por exemplo, como é o caso do licenciamento, do DPVAT, do IPVA e todos os outros existentes.

Quais são os impostos que devo pagar? E o que acontece se não pagar?

Muitas pessoas pensam que ao comprarem um carro, estão pagando tudo o que está relacionado ao mesmo apenas ao finalizarem a compra. Mas, o que ninguém sabe é a grande quantidade de dinheiro que há envolvido além disso: gasolina, impostos, manutenção e seguro, por exemplo.

Os proprietários já sabem que muitos dos impostos são obrigatórios e caso não sejam feitos seus pagamentos dentro do esperado, será necessário arcar com demais impostos e taxas acrescentadas.

Um desses impostos é o IPVA, do qual o seu valor costuma variar de acordo com o estado de registro do veículo, além de qual é o modelo do mesmo. Portanto, caso queira saber quanto é o seu IPVA, é indicado que consulte diretamente no site do Detran AM para obter mais informações – processo que pode ser feito por meio do Renavam também.

Por meio da guia de pagamento, o motorista pode atualizar o documento do veículo, comprovando assim que está apto para circular em demais vias brasileiras.

Indo além do valor do IPVA, também existe o DPVAT, conhecido por seu nome por extenso como seguro de Danos Pessoais causados por Veículos Automotores Terrestres, que também é obrigatório e deve ser pago anualmente, também no início do ano.

Diferente do valor do IPVA, que varia de acordo com cada estado, o DPVAT possui um valor fixo para todo o território nacional, que é definido de acordo com a categoria do veículo em questão.

Os valores atuais do DPVAT são de:

  • Veículos de passeio, táxis e carros de aluguel: R$ 5,23;
  • Veículos ciclomotores: R$ 5,67;
  • Caminhões: R$ 5,78;
  • Ônibus e micro ônibus sem frete: R$ 8,11;
  • Ônibus e micro ônibus com frete: R$ 10,57;
  • Motocicletas: 12,30.

É importante que o motorista realize o pagamento dos impostos conforme o previsto, visto que do contrário, terá seu carro preso caso caia em uma blitz, tendo que arcar com demais custos de retirada e de estadia do carro no pátio do Detran, por exemplo.

Portanto, fique de olho para não deixar nada se acumular no registro do seu carro.

Avatar
Jornalista formada pela PUCPR viciada em música de todos os tipos, livros e séries. Mestre em curiosidades inúteis, está sempre procurando fugir da rotina.

Deixe seu comentário