Prouni: Inscrições para vagas remanescentes estão abertas

O Ministério da Educação (MEC) abriu nesta terça (15) as inscrições para as vagas remanescentes do Programa Universidade para Todos (PROUNI) ofertadas para o segundo semestre deste ano. Nesta seleção estão disponíveis 90 mil bolsas de estudos não ocupadas por alunos durante o processo regular do programa.

A disponibilidade destas bolsas ocorre por incidentes ocorridos no processo regular como a falta de documentação, por exemplo. O não comparecimento do aluno e até mesmo a comprovação de que o estudante não tem os requisitos necessários para poder participar do programa também são motivos desclassificatórios.

O estudante que quiser concorrer por uma bolsa deverá se inscrever diretamente no site do Prouni. Poderão se candidatar estudantes que pretendem entrar na universidade ou quem já está cursando uma graduação. O prazo para se inscrever e concorrer a uma das bolsas de estudo vai até o dia 30 deste mês.

O Programa Universidade para Todos oferece bolsas em duas modalidades, a parcial equivalente a 50% da graduação e a integral que representa 100%. A disponibilidade de bolsa em determinado curso varia conforme a quantidade de vagas nas instituições particulares de ensino.

Para estudantes que aderirem à bolsa parcial, o governo federal possibilita a utilização do Fundo de Financiamento Estudantil (FIES). O fies possibilita que o estudante financie o valor da graduação que a bolsa não cobre. Posteriormente a formação acadêmica, o estudante passa a receber as parcelas do financiamento.

Prouni
MEC abre inscrições para vagas remanescentes do PROUNI. | Foto: Ruan Felipe

Quem pode participar do Prouni?

Atualmente há três requisitos para que o estudante possa concorrer a uma bolsa de estudos pelo Programa Universidade para Todos (PROUNI).

Primeiramente o aluno deve, obrigatoriamente, ter concluído o ensino médio em escola pública ou particular utilizando bolsa de estudos integral. Atendendo a este requisito, o estudante deve realizar a prova do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem). Por fim, a renda familiar não deve ultrapassar 3 salários mínimos por pessoa.

Atendendo aos requisitos, o estudante portanto pode se candidatar a qualquer bolsa de estudo disponível em universidades particulares cadastradas no programa. A classificação no processo de seleção é baseada na nota em que o aluno tirou no Enem.

A colocação do estudante pode variar conforme a quantia de bolsas ofertadas para o determinado curso além da quantidade de concorrentes disputando as vagas disponíveis.

Situações em que o aluno poderá perder a bolsa do Prouni

Ao ser selecionado para uma bolsa do Programa Universidade para Todos (PROUNI), o estudante durante a graduação deverá cumprir os requisitos mínimos para continuação do recebimento da bolsa a cada semestre.

Inicialmente, o não comparecimento do aluno no prazo previsto para inscrição na instituição já gera desclassificação e perda da bolsa antes mesmo de começar a graduação.

Já fazendo parte da instituição, o estudante pode perder a bolsa nos seguintes casos:

  • Não obtendo a frequência mínima na disciplina exigida pela Instituição de Ensino Superior (reprovação por falta);
  • Reprovar três vezes na mesma disciplina;
  • Não ser aprovado em duas ou mais disciplinas no mesmo semestre a partir do 2° ano ou 3° semestre do curso;
  • Ser jubilado da instituição de ensino (quando o aluno atinge a data máxima para conclusão do curso e mesmo assim não consegue concluir);
  • Apresentação de conduta imprópria.

Também há desligamento do estudante do programa em situações de trancamento de matrícula injustificável ou abandono do curso.

 

Ruan Felipe
Formado em Jornalismo pela Pontifícia Universidade Católica do Paraná e pós-graduando produção em cinema e mercado audiovisual. Editor e diagramador nas horas vagas.

Deixe seu comentário