Programa Jovem Aprendiz: até que idade e como funciona?

Com a ajuda do Programa Jovem Aprendiz, inúmeros jovens conseguem vencer a dificuldade de conseguir o primeiro emprego.

Isso porque o programa decretado por lei abre as portas do mercado de trabalho à juventude que não tem experiência alguma em relação ao trabalho.

No entanto, até que idade é possível fazer parte do Programa Jovem Aprendiz? Acompanhe a leitura deste post e tire essa e outras dúvidas!

Para que serve o Programa Jovem Aprendiz?

Programa Jovem Aprendiz

Serve para inserir os jovens no tão exigente mercado de trabalho, lhes conferindo capacitação profissional e, por conseguinte, fazendo com que a autoconfiança deles seja desenvolvida.

Tudo isso começou no ano 2000, por meio da Lei nº 10.097/2000, que posteriormente foi regulamentada por dois decretos até chegar à estabilização atual.

Qualificação do Jovem Aprendiz

Muitas empresas oferecem matrícula em cursos que dê qualificação aos jovens, e que sejam relacionados com a função que vão desempenhar na empresa.

Assim que a vaga no programa é conquistada, o jovem tem orientação de supervisores a fim de executar funções, como:

  • Atendimento ao público/telefonemas;
  • Orientação de clientes (bancos, por exemplo);
  • Distribuição de senhas;
  • Cadastrar informações no sistema;
  • Entre outras.

Além de aprenderem uma nova profissão, como jovem aprendiz, os jovens têm benefícios e recebem um salário que faz jus as horas trabalhadas em um mês, que só podem ser cumpridas fora do horário escolar.

Como funciona o programa jovem aprendiz?

Além de receber a capacitação concedida em cursos extracurriculares e também na área em que está atuando, o jovem aprendiz se refere ao jovem que além de estudar, trabalha.

De acordo com a legislação, nas médias e grandes empresas, de 5% a 15% de seus funcionários devem ser da categoria jovem aprendiz.

Posso fazer parte do Programa Jovem Aprendiz até que idade?

Programa Jovem Aprendiz

A partir de 14 até os 24 anos de idade. Contudo, para os jovens portadores de necessidades especiais, não há uma idade limite.

Além disso, é necessário estar com o ensino fundamental e médio em curso ou até mesmo concluído os estudos para que o jovem possa se inscrever no Programa Jovem Aprendiz.

Quanto a isso, é de extrema importância que o interessado esteja por dentro das empresas que abrem vagas para essa categoria. Geralmente, as organizações que são atreladas a esse programa, ofertam vagas anualmente.

Onde fazer o cadastro no jovem aprendiz?

Em todo território brasileiro existem inúmeras instituições que abrem oportunidade para os jovens participantes desse programa.

Organizações como o CIEE (Centro de Integração Empresa-Escola) e NUBE (Núcleo Brasileiro de Estágios), são exemplos de empresas em que os jovens podem atuar.

Para se informar a respeito de vagas disponíveis, basta acessar os sites das respectivas instituições e, se possível, efetuar o cadastro.

Qual é a carga horária de trabalho?

Acima de tudo, a empresa contratante deve respeitar as horas que o aprendiz precisa passar na instituição de ensino.

Assim, no mercado de trabalho, o jovem pode cumprir até seis horas por dia de trabalho. Se ele tiver concluído os estudos, poderá ficar oito horas na empresa. Entretanto, essas duas horas a mais devem ser computadas como aprendizagem teórica.

Ficou com alguma dúvida ou quer fazer um comentário? Fique a vontade, abaixo tem uma área destinada a essa finalidade!

Paulo Victor Silva
Estudante do curso de Jornalismo pela UFES. Dono de uma mente inquieta e curiosa. Além disso, é amante da leitura e apaixonado pela música.

Deixe seu comentário