PIX: entenda como parcelar pagamentos usando o PIX

O PIX, sistema de pagamento eletrônico que está em funcionamento desde 16 de novembro de 2020, cada vez mais vem ganhando mais recursos.

Além de efetuar transferências e pagamentos em menos de dez segundos, agora, com esse sistema, é possível parcelar pagamentos.

Quer saber como funciona essa operação? Preparamos um post para que você saiba como fazer o parcelamento de contas pelo PIX.

O PIX é o sistema mais utilizado em transferências

PIX

Conforme o anúncio de João Manoel Pinto de Mello (diretor do Sistema Financeiro e de Resolução do BC), desde o seu lançamento, o PIX está sempre superando as expectativas do Banco Central.

E isso é mais notório quando se fala em transferências. No presente, mais de 77% de todas as transferências bancárias, referem-se ao PIX.

Assim, de acordo com o site 6 Minutos, entre os dias 1 e 17 de janeiro de 2021, mais de 86 milhões de transferências foram realizadas através do PIX.

O PIX vai abranger serviços de telefonia

Em reunião do Fórum PIX, foi acordado que vai haver ampliação do uso do sistema para que serviços pós-pagos de telefonia sejam pagos.

A respeito disso, é válido destacar que essa novidade quanto a ampliação da ferramenta, foi comunicada por meio da Conexis Brasil Digital — organização que reúne as empresas de telecomunicações e de conectividade.

Além do mais, ela quem foi a primeira instituição do setor privado que assinou o termo de associação com o BC sobre a plataforma.

No momento, somente quem utiliza os serviços pré-pagos é que estão sendo beneficiados com a modalidade.

O sistema de pagamentos requer maior disseminação

Embora o PIX tenha obtido um excelente feedback com relação ao número de usuários que aderiram ao sistema, ainda é preciso que a ferramenta para transações financeiras seja mais disseminada entre a população.

Conforme análise promovida pela Rede Globo, mais de 29% dos cidadãos brasileiros não têm ideia de que é possível utilizar a plataforma para realizar pagamentos em lojas físicas e online (e-commerce).

Assim, é provável que um dos maiores motivos para que as pessoas desconheçam que podem realizar o PIX nesses estabelecimentos, é devido ao fato de que poucas lojas têm aderido ao novo sistema.

Geralmente, as organizações não possuem ferramentas que tornam possível utilizar o PIX para pagamento em seus pontos de venda. Contudo, é esperado que esse cenário mude em alguns meses. Isso porque, os varejistas vão começar a perceber as vantagens dessa ferramenta.

Funções além do parcelamento

Além de possibilitar que pagamentos sejam parcelados e, pagar por aproximação, o PIX anunciou outras novidades. Assim, uma delas é a possibilidade de efetuar saques em lojas e caixas de supermercados.

Dessa forma, o PIX Débito Automático, vai permitir que o usuário consiga pagar contas recorrentes. Além disso, vai possibilitar a devolução de quantias, caso ocorra suspeitas de fraudes.

Além disso, a plataforma vai contar com a Conta Salário PIX. Assim, a pessoa vai conseguir movimentar valores por meio da ferramenta. Fora isso, vai haver uma integração da lista de contatos do aparelho celular dos usuários com os aplicativos bancários que utilizam o PIX.

Veja também: Grandes empresas começam a adotar o PÌX como forma de pagamento

Paulo Victor Silva
Estudante do curso de Jornalismo pela UFES. Dono de uma mente inquieta e curiosa. Além disso, é amante da leitura e apaixonado pela música.

Deixe seu comentário