Pente fino do INSS pode suspender benefício de mais de 1,7 milhão de segurados

O serviço de fiscalização do Instituto Nacional do Seguro Social (INSS), também conhecido como pente fino, começou em setembro de 2020 e pode suspender mais de 1,7 milhões de benefícios e seguros concedidos pelo órgão até 2021.

Por ser um ato discricionário da autarquia, o segurado pode ser chamado a qualquer momento para prestar esclarecimentos e comprovar a necessidade de continuidade do pagamento do benefício. 

Quando o pente fino é iniciado, o cidadão recebe em sua residência uma cara de convocação com todas as informações necessárias. Após o recebimento, o beneficiário tem até 60 dias para responder ao INSS e declarar sua ciência da situação. 

Para auxiliar, o órgão também disponibiliza as informações no site Meu INSS ou no aplicativo. Vamos explicar mais adiante como utilizar ambos os caminhos. 

Cai no pente fino do INSS: o que devo fazer?

Após ser notificado de sua participação no novo processo de pente fino do INSS, o beneficiário deve seguir as orientações dados pelo órgão para comprovar sua situação. 

Será necessário fazer o envio de diversos documentos por meio do site Meu INSS que deve ser acessado diretamente pela conta do usuário com seu ‘login’ e senha. 

O serviço é realizado por meio do menu “Atualização de Dados do Benefício”, onde será anexado os documentos pessoais, como RG e CPF, além da Carteira de Trabalho e Previdência Social. Vale lembrar que em casos específicos, é preciso enviar os documentos do representante legal do segurado. 

O que acontece se não enviar os documentos no pente fino do INSS

Como já informado, o pente fino do INSS pode suspender os benefícios daqueles que foram notificados e não prestaram esclarecimentos. Ou seja, o não envio de documentos pode resultar na perda do benefício, ainda que de forma temporária. 

O beneficiário tem até 60 dias para responder ao governo sobre sua situação, após esse período o benefício fica automaticamente suspenso e, ao término de 30 dias da suspensão, o auxílio é cancelado e o usuário pode até mesmo perder o acesso ao recurso já disponibilizado. 

Mas não há motivos para temer o pente fino do INSS. Basta seguir algumas dicas para preservar o benefício, sendo elas:

  1. Fique atento às notificações. O pente fino é informado com antecedência por carta e pelo site, logo a desculpa de que não sabia do processo não será aceita. 
  2. Para casos de auxílio-doença e auxílio-acidente, é necessária a realização da perícia médica. A data limite da perícia é inclusa nos 60 dias de resposta dada pelo órgão, esteja atento para fazer o agendamento o quanto antes. 
  3. Sempre mantenha o histórico médico atualizado no portal. Isso pode evitar que você seja convocado para o pente fino do INSS. Faça consultas periódicas e guarde todos os documentos disponibilizados pelo médico como laudos, atestados e evolução do quadro clínico. 
  4. Faça corretamente a prova de vida. Para isso, o segurado deve se dirigir a instituição financeira a qual recebe o benefício, com seus documentos em mãos, para demostrar que está vivo e ainda precisa receber o auxílio.

Outro ponto que deve ser observado é o ato incompatível, ou seja, quando o segurado é descoberto fazendo atividades que, teoricamente, estaria impedido.

Essa comprovação pode ser feita por meio de testemunhas e até mesmo por fotos em redes sociais. Quando a identificação do erro acontece, o usuário tem seu benefício suspenso e posteriormente cancelado. 

Caí no pente fino e perdi o benefício: o que fazer? 

O procedimento do pente fino do INSS também disponibiliza a opção de recurso, caso o usuário julgue que a suspensão tenha sido improcedente. 

Neste caso, é preciso preparar a defesa com todos os documentos necessários à comprovação das informações para que haja um novo julgamento. Tudo respeitando os novos prazos determinados pelo órgão e disponibilizados no site. 

Pente fino do inss

Qual a necessidade do pente fino do INSS? 

O pente fino do INSS existe para coibir e elimina fraudes. 

Quando o usuário recebe o benefício sem ter o direito, ele representa um gasto desnecessário para os cofres públicos, o que culmina em diversos prejuízos para a sociedade em geral. 

Em fevereiro de 2020, data da última grande revisão, foram cancelados 74% dos benefícios. 

Canais de atendimento do INSS

  • site: meu.inss.gov.br
  • Telefone: 135
  • Aplicativo Meu INSS: Google Play, App Store

Devido a uma parceria com INSS, o aplicativo dos Correios também fornece informações sobre o pente fino. 

Amanda Lino
Jornalista com mais de 7 anos de experiência em redações de rádio, TV e internet. Além de colaboradora da Webgo Content, Amanda também é host do podcast Me Empresta Seus Óculos, que trata sobre cotidiano.

Deixe seu comentário