Leilão de imóveis CAIXA: suas modalidades e como funciona

Você já pensou em poder realizar o sonho de ter sua própria? Com o leilão de imóveis CAIXA, seu sonho pode se tornar realidade.

Essa instituição financeira não exige alto valor inicial, contanto que o comprador não tenha pressa em adquirir a casa.

Além dessa vantagem, neste artigo, entenda como participar desse leilão de imóveis! Saiba mais a seguir.

Sobre leilão de imóveis

Antes de tudo, é importante ressaltar que há dois tipos de leilão de imóveis: o judicial e o extrajudicial. O leilão judicial ocorre quando a pessoa deixa de efetuar o pagamento de uma dívida. Assim, a justiça toma possa dos bens desse indivíduo.

Embora o leilão extrajudicial seja realizado por bancos e demais organizações financeiras, ele atua com o mesmo motivo do judicial: falta de pagamento de dado cliente.

O que é leilão de imóveis CAIXA?

Leilão de imóveis CAIXA

Leilão de imóveis CAIXA se trata de uma maneira dessa instituição financeira fazer o comércio de imóveis por meio de ofertas crescentes.

A respeito desse leilão, ele pode ser online, presencial ou via ligação telefônica, ou até mesmo simultânea.

Quanto ao leilão simultâneo, no presente, é o mais comum de ocorrer. Nesse leilão, tanto as pessoas presentes de forma física quanto as que estão online, podem participar.

Leilão de imóveis CAIXA e suas modalidades

Antes de colocar o imóvel em concorrência pública e depois para a venda direta, a instituição financeira CAIXA faz dois leilões.

O segundo leilão, por lógica, só vem à tona caso o primeiro leilão não tenha comprador.

Dessa forma, se não houver vencedores nos dois leilões, é hora de dar início à concorrência pública.

E por fim, tem a venda direta. Essa modalidade só acontece se o imóvel que está sendo leiloado não for vendido.

Como funciona o leilão de imóveis Caixa?

O leilão da CAIXA pode acontecer presencialmente, online ou simultâneo. No leilão presencial, é preciso que você compareça ao local na data e hora marcadas. E, com os seguintes documentos:

  • Documento original de identificação com sua cópia — RG, CNH, por exemplo;
  • Documento original do seu CPF e sua cópia
  • Comprovante de residência — ele deve ter 90 dias, no máximo;

No dia do leilão, além desses documentos, leve pelo menos duas folhas de cheque. Elas são de grande importância, pois uma vai servir para pagar a comissão do leiloeiro e a outra para o imóvel arrematado.

Antes de começar o leilão

Assim que o edital for publicado, é necessário que você o leia com muita atenção. Logo que encontrar algum imóvel que lhe chame atenção, analise se toda a sua documentação está regularizada. Se puder, faça uma visita.

Assim que resolver visitar, o faça em horários e dias diferentes. Desse modo, vai ser possível avaliar a insolação que o imóvel sofre, a vizinhança, se há comércios por perto, dentre outros fatores.

Leilão online

Após ler o devido edital presente no site em que se cadastrou, basta acessar o site em questão, aceitar os termos propostos e a partir do horário agendado, dar os seus lances até que o imóvel seja arrematado.

Veja também: Como financiar um terreno pela CAIXA

Antes de o leilão iniciar, é recomendável sanar todas as dúvidas sobre o leilão. Se for possível, no próprio site, procure fazer uma simulação.

Estudante do curso de Jornalismo pela UFES. Dono de uma mente inquieta e curiosa. Além disso, é amante da leitura e apaixonado pela música.

Deixe seu comentário