Restituição imposto de renda 2021: como consultar?

Uma ação que deve ser realizado todos os anos, o Imposto de Renda é conhecido por ser uma complicação para muitos e um procedimento simples para outros. Você sabia que nem sempre é necessário declarar o mesmo?

Uma das perguntas mais comuns por parte de quem precisa fazer o seu, é sobre como funciona a restituição do imposto de renda 2021, como fazer essa consulta e até mesmo como funciona todo esse processo.

Está com essa dúvida? Veja aqui como proceder, quais são os documentos necessários, quando acontece esse procedimento e muito mais que você precisa saber.

Restituição do imposto de renda 2021: como funciona?

Restituição do imposto de renda 2021: como funciona?

A restituição do IR não é nada mais nada menos do que uma devolução de tributos que o Governo Federal realiza por meio da Receita Federal. Ela costuma acontecer quando o contribuinte faz o pagamento de muitos impostos ao longo do ano, então, ao declarar esses impostos, receberá a restituição.

Essa declaração acontece todos os anos para que se possa informar de onde os ganhos e bens financeiros vem, argumento que não são de origem duvidosa, garantindo que os impostos estão sendo pagos de forma correspondente.

Porém, em alguns casos, quando o sistema encontra problemas na verificação dos impostos, haverá a cobrança por meio dessa restituição, ou até mesmo a devolução do mesmo quando verificado.
Por incrível que pareça, as situações acontecem em grande quantidade, sendo assim a restituição do imposto dividida por meio de lotes, facilitando todo o procedimento.

Quem precisa pagar o Imposto de Renda? Veja aqui!

Não são todos que precisam se organizar para reunir toda a papelada do IR, existem pessoas específicas que precisam realizar o procedimento. São aquelas:

  • Receberam salários/aluguéis (chamados de rendimentos tributáveis) com soma total anual acima de R$28.559,70;
  • Aqueles que receberam rendimentos isentos, sem tributação ou tributados de forma exclusiva na fonte, no caso de indenizações trabalhistas, poupança ou por meio de doações, com valor acima de R$40 mil;
  • Aqueles que obtiveram em qualquer mês ganho de venda de propriedades ou que possuam incidência do Imposto de Renda, por meio de imóveis vendidos com lucro;
  • Aqueles que fizeram operações em bolsas de valores, em mercadorias ou demais tipos de investimentos existentes;
  • Aqueles que no ano de 2020 tiveram o valor acima de R$142.798,50 em ganhos obtidos em atividade rural;
  • Aqueles que até o dia 31 de dezembro de 2020, possuem propriedade com bens e/ou direitos com valor acima de R$300 mil;
  • E por fim, aqueles que são moradores brasileiros a partir do ano de 2020, em qualquer condição.

Quem está isento do imposto de renda 2021?

Imposto de renda aplicativo

Você sabia que existem pessoas que possuem a isenção não somente do Imposto de Renda, mas de demais impostos devido a algumas condições? Veja abaixo e fique por dentro:

  • Pessoas que são portadoras de doenças graves, como é o caso de AIDS, alienação mental, problemas do coração grave, cegueira e outras demais patologias;
  • Pessoas que tenham rendimentos relacionados a aposentadoria, pensão e em caso de reforma.

É preciso que para ficar isento do Imposto, o contribuinte comprove por meio de laudo pericial as condições que diz ter.

O que é preciso constar no Imposto de Renda?

No Imposto de Renda é preciso declarar tudo aquilo que você ganhou e realizou de pagamentos no ano de 2020, sendo assim, informando ganhos que foram obtidos por meio de bens, de aluguéis, de reformas e também despesas com construções. Caso existam, também é necessário informar as fontes alternativas de ganho monetário.

Ademais, é necessário que o contribuinte informe para a Receita todos os bens e direitos que são parte de seu patrimônio até o dia 31 de dezembro de 2020. Nesse caso, entram veículos, imóveis, joias e quadros (acima de R$5) e demais possibilidades.

Até mesmo aqueles ganhos considerados isentos do IR, como é o caso do FGTS, herança e demais rendimentos ganhos por meio de ações judiciais, precisam ser informados no documento que será repassado para a Receita Federal.

Se você tiver dependentes (cônjuge, filhos ou demais herdeiros), também é preciso fazer o rendimento da parte deles. Por exemplo, se seu filho trabalha na modalidade de estagiário, será necessário fazer a declaração do mesmo.

Agora que você já sabe como funciona as informações gerais sobre o Imposto de Renda, não deixe de acompanhar nosso site para receber não somente esta, mas demais informações sobre o assunto, novidades, atualizações e demais datas do calendário. 

Avatar
Jornalista formada pela PUCPR viciada em música de todos os tipos, livros e séries. Mestre em curiosidades inúteis, está sempre procurando fugir da rotina.

Deixe seu comentário