Quais são os impactos do PIX na economia brasileira? Veja aqui!

Com o lançamento do PIX no Brasil há algum tempo, muitas pessoas aderiram a nova tecnologia de transferência de dinheiro, visto que diminui muito dos gastos bancários, é rápido e traz muitos benefícios para os empresários e também pessoas físicas.

Muito foi especulado sobre os impactos do PIX na economia brasileira, mas, o que será que realmente mudou no nosso cotidiano?

Veja aqui as principais interferências causadas, como o PIX funciona e o que esperar ainda mais dessa nova ferramenta.

Quais os impactos do PIX na economia brasileira? Veja aqui!

Quais os impactos do PIX na economia brasileira? Veja aqui!

Entre todas as mudanças altamente tecnológicas diante do cenário de empresas, o principal intuito do PIX é o de atender o público consumidor final, criando um compromisso com o mercado financeiro brasileiro, gerando o que há de mais seguro e cômodo para as pessoas.

Muita dúvida surge quando o assunto é o pagamento instantâneo, afinal, como ele acontece? Proposto pelo Banco Central, ele representa uma modalidade de pagamento totalmente eletrônica e flexível, sendo feito por qualquer smartphone com conexão de internet e chave autorizada do banco correspondente.

Outro atrativo é a redução grande de custos de transações imediatas, ainda sem limite de horário, dia ou depender de feriados, por exemplo.

É por causa desse e demais motivos que o PIX é inovador, tanto para empresas quanto para usuários.

O brasileiro tem o costume de andar com dinheiro por aí, mas, essa realidade provavelmente mudará com as novas modalidades e facilidades da tecnologia financeira.

Funcionamento do PIX

Com um número menor de dados necessários em suas operações, o PIX possui muitas das alternativas para o usuário, como uma delas sendo o uso do já conhecido QR Code, além da concessão de informações usuais, como o CPF e também número de celular.

O pagamento feito pelo Banco Central tem como principal objetivo diminuir a burocracia do modelo comum de pagamentos e demais transações, facilitando a vida e instigando o uso de demais novidades cibernéticas.

Os benefícios do PIX incluem agilidade, segurança e muita facilidade para os usuários, o que é mais do que motivo para quem ainda está “em cima” do muro diante do uso do pagamento instantâneo.

A influencia no mercado financeiro

Diante de uma onda tecnológica, o uso do PIX é indicado para quem quer vincular diretamente a tecnologia com demais serviços financeiros, gerando mais facilidade no dia a dia, enquanto os bancos vinculados não ficam de fora da mesma forma.

Conforme uma regra criada pela obrigatoriedade do PIX, organizações com mais de 500 mil contas transacionais ativas de clientes terão a responsabilidade de absorver o sistema novo, sendo necessário uma nova estrutura de um ambiente completamente digital, garantindo assim que o pagamento instantâneo aconteça.

Empresas de cunho financeiro e fintechs devem disponibilizar por meio de seus apps uma opção em que por meio do PIX possa-se utilizar demais serviços do sistema já então consolidado. Essa modalidade também abrange demais canais de atendimento, como os clássicos caixas eletrônicos e internet banking.

O PIX traz consigo uma grande mudança de hábitos, práticas bancárias, novas formas de executar processos e muito mais. Os benefícios passam desde a redução de custos e o aumento de competitividade para atrair mais clientes para um banco específico.

É agora o momento dos bancos comuns começarem a se mexer para gerar uma experiência exclusiva para o cliente, visto que para segurar o mesmo em um banco que cobra taxas absurdas para fazer transações das quais já não exigem mais custo, será muito mais do que difícil, mas sim uma revolução no mercado financeiro.

Muitas pessoas já estão prevendo o final das maquininhas utilizadas em lojas e demais estabelecimentos, visto que para o próprio empresário não será mais lucrativo, principalmente pela grande quantidade de taxas e custos altos para manter essa forma de recebimento de dinheiro.

Caso a população brasileira comece a aderir em peso a esta nova tecnologia, há muito dos bancos e empresas tradicionais que terão que se virar e se desdobrar para adentrar na economia do futuro.

O PIX corta todo o trâmite existente entre pagador, banco e recebedor, indo diretamente do pagador para o recebedor, sem ter demais burocracias ou enrolações para fazer pagamentos simples.

Agora que você já sabe das principais novidades do PIX, é a hora de começar a utilizar o seu e cadastrar sua chave o quanto antes, visto que somente assim poderá usufruir dessa novidade brasileira.

Avatar
Jornalista formada pela PUCPR viciada em música de todos os tipos, livros e séries. Mestre em curiosidades inúteis, está sempre procurando fugir da rotina.

Deixe seu comentário