Imóveis do Governo: 53 ativos são são colocados à venda.

A Secretaria de Coordenação e Governança do Patrimônio da União (SPU), vinculada ao Ministério da Economia, colocou à venda 53 imóveis do governo sem uso em todo o país. 

Os ativos, que variam entre apartamentos, salas comerciais e terrenos, estão localizados no Distrito Federal e nos estados do Acre, Bahia, Espírito Santo, Mato Grosso, Mato Grosso do Sul, Paraíba, Paraná, Pernambuco, Rio Grande do Sul, Santa Catarina, Sergipe e Tocantins. 

No total, os imóveis estão avaliados em RS 60,3 milhões.

A maior parte está concentrada no Distrito Federal, onde estão à venda 21 apartamentos funcionais que estão sem uso. O valor mínimo varia entre R$ 637.163,62 e R$1.441.694,78. 

Os certames, como são chamadas as negociações para vendas, serão realizados nos dias 24 e 26 de novembro e nos dias 1, 3, 8 e 10 de dezembro.

Imoveis do Governo
53 Imóveis do governo são colocados à venda.

Informações dos imóveis do Governo por Estado

Bahia

São duas salas comerciais localizadas em Salvador. Uma delas está avaliada em RS 135,5 mil e a outra, em RS 140 mil. O outro ativo à venda é um terreno de 466,13 metro quadrados, situado no município de Ilhéus, e avaliado em RS 670 mil. O leilão será realizado no dia 4 de dezembro.

Mato Grosso

No Mato Grosso, está à venda uma casa avaliada em RS 180 mil, no município de Diamantino. A concorrência pública será realizada no dia 27 de novembro.

Mato Grosso do Sul

Neste Estado são quatro terrenos colocados à venda na capital, Campo Grande. Eles possuem entre 360 e 1.250 metros quadrados, cujos valores de avaliação individual variam entre RS 138,597 mil e RS 503 mil. A sessão pública será realizada no dia 9 de dezembro.

Acre

No Acre, estão à venda duas casas em Rio Branco, a capital. Elas são avaliadas em RS 312 mil e RS 383,5 mil. O outro imóvel à venda é um terreno de 300 metros quadrados localizado no município de Cruzeiro do Sul, avaliado em RS 64,5 mil. A sessão pública será realizada no dia 8 de dezembro.

Pernambuco

Em Pernambuco, está sendo ofertado um edifício no município de Cabo de Santo Agostinho, avaliado em RS 600 mil. O certame será realizado no dia 3 de dezembro.

Paraná

No Paraná, estão à venda sete imóveis do governo: quatro terrenos, dois armazéns e um apartamento. Em Maringá, o leilão será realizado no dia 27 de novembro e os ativos são referentes a um apartamento avaliado em RS 232,5 mil, e dois terrenos avaliados em RS 6,6 milhões e em RS 148,5 mil. 

Nos municípios de Jandaia do Sul e de São José dos Pinhais, o certame será realizado no dia 2 de dezembro com a oferta de um armazém avaliado em RS 9,6 milhões e um terreno avaliado em RS 251,2 mil. Nos municípios de Ponta Grossa e de Rolândia, a sessão pública será realizada no dia 4 de dezembro com a venda de um terreno avaliado em RS 152,450 mil e um armazém avaliado em RS 10,2 milhões.

Rio Grande do Sul

Os três imóveis ofertados estão localizados em Porto Alegre. São dois apartamentos avaliados em RS 133 mil e em R$ 1.018.083,04; além de uma sala avaliada em RS 355 mil. A negociação acontecerá no dia 2 de dezembro.

Santa Catarina

Em Santa Catarina, são dois terrenos localizados nos municípios de Curitibanos e de Urussanga. Os ativos estão avaliados em RS 95 mil e em RS 160 mil. O certame será realizado no dia 1º de dezembro.

Tocantins

No Tocantins, três terrenos localizados no município de Araguaína estão à venda. Eles estão avaliados em RS 57 mil, RS 65,5 mil e em RS 80,5 mil. A venda será realizada no dia 10 de dezembro.

Como agendar visitas

É possível ver os editais e as fotos dos imóveis do governo pelo site de venda.

Também é possível realizar uma visita presencial, porém é necessário agendamento direto na Superintendência do Patrimônio da União no Estado onde o imóvel está localizado.

Além desses 53 imóveis, outros 61 ativos continuam disponíveis para aquisição por meio do Sistema de Concorrência Eletrônica (SCE). Desde julho, os interessados na aquisição dos imóveis da União devem fazer suas ofertas por esse sistema, desenvolvido pela SPU em conjunto com o Serviço Federal de Processamento de Dados (Serpro)​ e disponível no site de imóveis da União. 

Como o processo é virtual, as propostas podem ser apresentadas até minutos antes do leilão. Entretanto, a validação da oferta só ocorre mediante a comprovação do pagamento da caução, equivalente a 5% do valor do imóvel. 

Se a proposta apresentada não for a vencedora, a caução é integralmente devolvida.

Mais informações podem ser obtidas pelo site do Ministério da Economia.

Amanda Lino
Jornalista com mais de 7 anos de experiência em redações de rádio, TV e internet. Além de colaboradora da Webgo Content, Amanda também é host do podcast Me Empresta Seus Óculos, que trata sobre cotidiano.

Deixe seu comentário