Folha de pagamento: o que é? Como calcular? Dicas para organizar

No começo do mês é sempre aquela alegria generalizada: é o momento de receber o tão esperado salário, em conjunto com o holerite. Pode ser apenas um pedaço de papel para muitas pessoas, mas nele, há uma série de informações importantes, como é o caso de todos os impostos pagos na folha e demais questões.

Há quem queira saber do porque a folha de pagamento existe, afinal, é tão importante assim? Veja aqui para que serve, o que você deveria saber como trabalhador e demais questões.

Folha de pagamento: o que é?

Folha de pagamento: o que é? Como calcular? Dicas para organizar

Na folha de pagamento se consta o horário de horas trabalhadas, horários extras, adicionais noturnos, DSR, faltas, atrasos e demais questões. Quem cuida de todas essas informações dentro de uma empresa é o setor de RH, conhecido também como Recursos Humanos.

Assim, a folha de pagamento é o espelho do funcionário e demais prestadores de serviços dentro da empresa, assim, essa elaboração é feita de forma mensal, da qual se emite o holerite e assim, é entregue para cada colaborador, contendo todas as informações e recibo sobre seus rendimentos.

O holerite é o documento que precisa ter todas as informações de trabalho, como é o caso do FGTS, INSS, pagamento adicional noturno e também a quantidade de dias trabalhados.

Para muitas pessoas pode parecer um processo trabalhoso o de fazer a folha de pagamento, mas, geralmente quem possui essa função são contadores terceirizados ou o já conhecido setor de RH.

Como é a discriminação da folha de pagamento?

É preciso saber que não existe um tipo único de folha de pagamento, onde cada empresa adota o modelo que achar melhor, sempre sendo necessário seguir as informações específicas e obrigatórias.

Alguns dos itens que devem constar na folha de pagamento de forma obrigatória, são:

  • Nome do colaborador que é segurado;
  • Qual é o cargo que ele exerce, função ou demais serviços prestados;
  • Qual é a frequência do trabalhador, faltas, atrasos e demais afastamentos;
  • Os descontos existentes pelos encargos sociais;
  • Qual o valor líquido que o trabalhador tem direito a receber;
  • Qual será a forma de pagamento e também a data em que o valor está disponível.

Como é feito o cálculo da folha de pagamento?

Primeiramente, é necessário classificar os funcionários por suas funções e seus respectivos salários. Depois disso, é preciso ter o controle de frequência, do qual se utiliza o controle de ponto, seja ele digital ou manual.

Por meio dele, se tem todas as informações de atraso, hora extra, faltas, descontos de DSR e demais possibilidades.

Entre os principais descontos que existem na folha de pagamento temos o INSS, que é feito de forma mensal, sendo depositado na Previdência Social. Ele tem como função garantir que no futuro o funcionário tenha o direito de se aposentar, seja pelo tempo de contribuição ou pela idade.

Da mesma forma que o desconto do FGTS é executado, do qual a empresa é a responsável pelo depósito até o dia 7 de cada mês. Esse valor é correspondente a 8% do salário de remuneração, servindo como amparo para o trabalhador em caso de demissão.

Esse valor é uma obrigação da empresa, que não deve ser descontado do trabalhador.

Também há o desconto do vale transporte, que pode chegar no máximo em 6% do salário base, independente de quantas passagens ou valor que a empresa tenha que cobrir para que o funcionário possa chegar até o local de desempenho de sua função.

Outros benefícios como o vale refeição, assistência médica ou vale alimentação, podem ou não serem descontados do funcionário na folha de pagamento, ficando a critério do empregador.

Há também a contribuição sindical, da qual todos os trabalhadores fazem parte de determinada categoria profissional, sendo assim, obrigados a contribuir de forma anual para o sindicato que seja responsável por sua profissão.

Essa contribuição garante que o trabalhador possa ter direitos, assim como reajustes salariais que são feitos com em determinada data base.

Além de todos esses descontos citados anteriormente, temos também o desconto de atrasos ou faltas, principalmente em casos que não são justificáveis.

Agora que você já sabe o que deve constar em sua folha de pagamento, fique sempre de olho na hora que receber a sua, procurando entender melhor todas as informações ali descritas, tirando todas suas dúvidas, caso tenha.

Avatar
Jornalista formada pela PUCPR viciada em música de todos os tipos, livros e séries. Mestre em curiosidades inúteis, está sempre procurando fugir da rotina.

Deixe seu comentário