Prova do Enem: Quais Documentos OBRIGATÓRIOS você deve levar

Uma das provas mais aguardadas no ano de 2021 é sem dúvidas o Enem – Exame Nacional do Ensino Médio -, do qual não foi realizado no ano de 2020 devido a pandemia do Corona vírus, que acabou dominando não somente o Brasil, mas tantos outros países e seus eventos anuais.

No próximo domingo, dia 17 de janeiro, acontecerá o primeiro dia das provas do Enem 2020, sendo necessário ficar atento às regras de biossegurança, além de que alguns documentos são essenciais para que se tenha acesso às salas de aplicação.

Quer saber mais sobre quais são eles? Continue acompanhando aqui esta e demais informações para não ter demais problemas no dia de aplicação da prova.

Quais os documentos preciso levar para o Enem 2020?

Prova do Enem: Quais Documentos OBRIGATÓRIOS você deve levar

É importante que os candidatos saibam que é preciso levar pelo menos um documento de identificação com foto para assim ter acesso às salas de aplicação do exame. Veja abaixo quais são os documentos aceitos como identificação e fique por dentro para não errar:

  • Carteira de Registro Nacional Migratório, para casos de estrangeiro residente no Brasil;
  • Carteira de Trabalho e Previdência Social;
  • Carteira Nacional de Habilitação;
  • Documento Provisório de Registro Nacional Migratório, no caso de imigrante que esteja ainda no processo de regularização de sua situação de moradia no Brasil;
  • Identidade expedida pelo Ministério da Justiça para estrangeiros, inclusive para pessoas que são refugiados;
  • Identidade expedida por Secretarias de Segurança Pública, Forças Armadas, Polícia Militar e Polícia Federal;
  • Identificação fornecida por ordens ou conselhos de classes que tenha por lei, validade como documento de identidade.

Além de tudo isso, o edital do exame também pede para que os participantes levem consigo o cartão de confirmação de inscrição impresso, o que facilita e muito no momento de divisão e acomodação dos alunos nas salas de aula.

Cronograma do Enem 2020: Como funcionará?

Após sua data ter sido adiada devido a pandemia, o cronograma do Enem também sofreu com diversas alterações. Veja abaixo qual foi o último cronograma lançado e que até o momento está válido:

  • 5 de janeiro: Data de consulta ao Cartão de Confirmação de Inscrição;
  • 17 de janeiro: Primeiro dia de aplicação do Enem impresso;
  • 24 de janeiro: Segundo dia das provas do Enem impresso;
  • 31 de janeiro: Primeiro dia de aplicação do Enem Digital;
  • 7 de fevereiro: Segundo dia das provas do Enem Digital;
  • Divulgação dos gabaritos das provas: Acontece em no máximo três dias úteis depois da realização das últimas provas de cada modalidade (Impressa ou digital);
  • Data disponível para o candidato acessar sua prova de redação: ainda não divulgada;
  • 23 e 24 de fevereiro: Aplicação das provas para aos cidadãos privados da liberdade (Enem PPL);
  • Divulgação dos resultados do Enem PPL: 29 de março;
  • 24 e 25 de fevereiro: Reaplicação do Enem 2020.

Quando falamos de circunstâncias normais, a aplicação de provas costumava acontecer no mês de novembro, o que não teria nenhum problema em demais programas do governo de inserção, como é o caso do Prouni, FIES e também do SISU.

No entanto, apenas o Sisu poderá fazer uso da nota do Enem do ano de 2020 no primeiro processo seletivo do ano, que costuma acontecer logo no primeiro semestre.

Regras para aplicação do Enem físico

Para que o Enem 2020 finalmente aconteça, várias regras foram estabelecidas para que os estudantes e todos os envolvidos possam aplicar a prova dentro de todas as medidas de segurança necessárias. As medidas que foram adotadas valem tanto para a prova física quanto para a prova digital, que são:

  • A máscara de proteção facial é obrigatória. É preciso também levar o documento com foto original, além da caneta esferográfica de tinta preta, que seja fabricada em material transparente. Aqueles que não tiverem a máscara, não poderão executar a prova;
  • Na sala de aula, os estudantes precisam ficar com a máscara durante todo o período de execução do exame, cobrindo a boca e o nariz. Caso não esteja de acordo, o participante será automaticamente eliminado. Os candidatos podem levar máscaras para executar a troca dentro da sala de aula, conforme previsto pelos especialistas de saúde;
  • É possível fazer a retirada do equipamento de proteção apenas para a identificação ou para os participantes se alimentarem. Os participantes não devem tocar na parte frontal da mesma quando forem retirar, sendo necessário fazer a higienização sempre que necessário com álcool em gel.

Por fim, segundo o INEP, as salas de aulas estarão obedecendo o distanciamento social estabelecido pelas medidas de saúde.

Avatar
Jornalista formada pela PUCPR viciada em música de todos os tipos, livros e séries. Mestre em curiosidades inúteis, está sempre procurando fugir da rotina.

Deixe seu comentário