Currículo para o primeiro emprego — como fazer?

Se você quer conquistar a sua primeira oportunidade no mercado de trabalho, é fundamental saber como deve ser feito um currículo para o primeiro emprego.

Pensando nisso, preparamos este artigo com 5 dicas sobre como fazer um currículo para que você conquiste a sua vaga de emprego! Saiba mais a seguir.

1. Informe seus dados pessoais sem exageros

currículo para o primeiro emprego

Assim que o recrutador pegar o currículo para avaliar, a primeira coisa que ele faz é observar os dados pessoais do candidato.

Essas informações precisam servir como um cartão de visitas. Ou seja, de forma direta, devem informar quem é o candidato. Confira:

  • Nome completo;
  • Estado civil;
  • Idade;
  • Endereço, incluindo CEP;
  • Contatos — telefone residencial, celular, e-mail;
  • Endereços de redes sociais.

No entanto, é extremamente importante prestar muita atenção nessa etapa. Pois, todo cuidado é preciso para não exagerar com relação a alguns itens que podem fazer o seu currículo ser descartado. A respeito disso, evite:

  • Endereços de e-mail que não são profissionais, como ‘[email protected]’;
  • Documentos pessoais — RG e CPF;
  • Anexar foto. Ela só deve ser anexada se for solicitada. Vale lembrar que a mesma deve ser em formato 3×4;

2. Objetivo profissional

Após informar os seus dados com a devida cautela, o próximo passo na produção do currículo para o primeiro emprego, diz respeito a definir o seu objetivo profissional.

Contudo, o que escrever? O mais indicado é que você seja claro e direto, dizendo o motivo de ser selecionado para a vaga.

Em vista disso, acima de tudo, evite declarar objetivos como este:

  • Quero alcançar a minha independência financeira e isso, em um ambiente de trabalho no qual me dê oportunidades de crescimento.

Ao ler a sentença acima, o recrutador vai achar que é um texto “mais do mesmo”, vago, que não tem nada a dizer.

Imagine que esteja atrás de conquistar uma vaga no âmbito de vendas em uma loja. Assim, você pode informar algo do tipo:

  • Tenho o propósito de atuar como vendedor. Assim, conseguirei aproximar as minhas habilidades comerciais e conforme meu desempenho, ganharei mais experiência em lidar com o público.

3. Dê ênfase à formação acadêmica e extracurricular

Além de informar onde você concluiu o seu ensino médio e também a sua graduação, é ideal que dê destaque a sua formação acadêmica.

Se, por acaso, você é estudante do curso de Jornalismo, informe que concluiu um curso extracurricular em Análise dos Processos de Produção e Recepção de Reportagens Políticas, por exemplo.

Assim como expor que têm cursos extracurriculares, informar que assistiu a palestras e workshops atrelados à vaga, contam como diferenciais muito importantes na hora da seleção de candidatos.

4. Experiência com trabalhos voluntários

Os recrutadores prezam bastante os candidatos que aproveitam toda e qualquer oportunidade que surge com o intuito de se desenvolverem profissional e pessoalmente.

Então, caso você tenha feito um pequeno serviço ou mesmo um trabalho voluntário, ainda que de modo informal, é superimportante que destaque essas ações em seu currículo.

5. Certificações e hobbies

Outra maneira de agregar mais valor ao currículo para o primeiro emprego é dar ênfase a certificados e hobbies que tendem a ajudar a expor os seus conhecimentos e o seu perfil.

Em vista disso, além de possuir cursos extracurriculares, imagine que você possua também certificados do tipo:

  • Produção de Conteúdo Web — Instituição Saber e Mente;
  • Curso Outbound Marketing & Sales — Escola W.

Veja também: Segunda via da carteira de trabalho

Desta forma, constar no currículo que, por exemplo, seu hobby é o de manipular imagens, ajuda a mostrar que você possui um diferencial comparado a outros candidatos.

Paulo Victor Silva
Estudante do curso de Jornalismo pela UFES. Dono de uma mente inquieta e curiosa. Além disso, é amante da leitura e apaixonado pela música.

Deixe seu comentário