Consulta Restituição IR 2022 – Como fazer? Quando será liberado?

A Receita Federal disponibiliza o serviço de consulta restituição IR 2022! Aqui, você confere com fazer essa verificação e quando a restituição será liberada. Acompanhe!

Imposto de Renda

Quem tem direito à restituição IR 2022?

A restituição do imposto de renda 2022 é devida somente para o contribuinte que teve imposto retido na fonte no ano base (2021).

Esse valor retido é um imposto a mais que o contribuinte pagou automaticamente. Isto é comum, por exemplo, em descontos automáticos no salário.

Nesse tipo de situação, a Receita Federal não fica com o dinheiro extra recebido e deve devolvê-lo ao contribuinte em forma de restituição depois da entrega da declaração do imposto de renda.

O pagamento da restituição do IR normalmente segue um calendário específico que prioriza contribuintes idosos, deficientes físicos e mentais, pacientes diagnosticados com doenças graves e professores.

Além disso, a Receita Federal também prioriza os contribuintes que entregam a declaração do imposto de renda o quanto antes. Portanto, se entregar logo nos primeiros meses, receberá a restituição em um dos primeiros lotes.

Como fazer a consulta restituição IR 2022?

A consulta restituição IR 2022 pode ser feita online no site da Receita Federal. Para realizar o serviço, que é gratuito, basta seguir o passo a passo abaixo:

  1. Acesse o site de consulta de restituições IRPF;
  2. Informe seu CPF e selecione 2022 no exercício;
  3. Digite sua data de nascimento;
  4. Informe o conteúdo da imagem gerada automaticamente pelo site, para autenticar seu acesso;
  5. Clique em “consultar”.

Pronto! Assim que finalizar esse passo a passo a página será atualizada e trará informações sobre a restituição. Caso seja liberada no lote atual, a página indicará o nome do contribuinte, banco e agência em que a restituição será depositada, bem como o lote e a partir de qual data poderá acessar o valor.

Restituição IR 2022 não caiu? Saiba o que fazer!

Se sua restituição não cair na data indicada na consulta, há uma grande possibilidade de os dados de sua conta estarem errados. Neste caso, a Receita Federal solicita que o contribuinte reagende o pagamento a restituição.

Para isso, deve entrar em contato com o Banco do Brasil, que é a instituição financeira responsável pela restituição, e reagendar o pagamento. É possível fazer isso por telefone, basta fazer uma chamada para um dos números abaixo:

  • Central de Atendimento do Banco do Brasil: 4004 0001 (capitais);
  • 0800 729 0001 (demais localidades);
  • 0800 729 0088 (deficientes auditivos).

Há, ainda, a possibilidade de fazer o reagendamento online no Portal BB. Abaixo, apresentamos um passo a passo para utilizar o serviço:

  1. Acesse o Portal BB;
  2. Em “consulte sua restituição de imposto de renda”, selecione “clique aqui”;
  3. Informe seu CPF e valor do imposto a restituir acrescido de juros;
  4. Marque a caixa de recaptcha;
  5. Clique em “confirmar”.

Não sabe qual é o valor do imposto a restituir acrescido de juros? Existe uma forma simples e rápida de consultar essa informação, é só acessar o site da Receita Federal por meio do Portal e-CAC. A seguir indicamos como fazer isso:

  1. Acesse o Portal e-CAC;
  2. Localize e clique em “meu imposto de renda”;
  3. Clique em “extrato de processamento”;
  4. Selecione o ano de exercício da declaração.

Ao finalizar o passo a passo, o valor do imposto a ser restituído acrescido de juros será exibido. Volte no Portal BB e informe o total para realizar o reagendamento do pagamento.

Se não conseguir realizar esse processo online, só resta uma forma de tentar o reagendamento, que é pessoalmente em uma agência do Banco do Brasil.

Caiu na malha fina? Saiba como proceder!

O contribuinte que cai na malha fina deve apresentar uma retificação da declaração do imposto de renda. Este processo é feito no Portal e-CAC, é só acessá-lo, clicar em “meu imposto de renda” e selecionar “retificação”. Tenha o cuidado de digitar as informações corretamente, para evitar novos erros.

Se tiver imposto e a restituir, mas cair na malha fina, o pagamento não será feito enquanto não apresentar a retificação da declaração. Portanto, providencie a correção o quanto antes para evitar problemas e acelerar a liberação do dinheiro da restituição do imposto de renda.

Gestor de Projetos e Pessoas da WebGo Content. Especialista em SEO e novos Projetos. Formado em Relações Públicas (PUC/PR) e experiência de mais de 10 anos no Marketing Digital.

Deixe seu comentário