Como saber se um boleto é falso? Dicas de verificação e segurança

O boleto bancário é um dos métodos de pagamento mais utilizado pelos brasileiros. Mas como saber se um boleto é falso? 

Infelizmente, devido a sua facilidade de pagamento e falsificação, os boletos também são alvo de diversos golpes. É preciso ficar atento para não acabar perdendo dinheiro em transações fraudulentas. 

Em alguns casos, os criminosos instalam um vírus no computador das vítimas para alterar os dados de boletos emitidos pela Internet e redirecionar a quantia depositada até a conta dos golpistas. Porém, a fraude mais recorrente em boleto é a de modificar o código de barras do documento para desviar o pagamento da vítima.

Para não ser vítima de golpistas, separamos aqui algumas dicas de como saber se o boleto é falso ou não.

Boletos falsos
Como saber se um boleto é falso? Dicas de verificação e segurança.

Dicas de como saber se um boleto é falso

Normalmente, boletos fraudulentos trazem alguns detalhes que podem levantar as nossas suspeitas. É preciso estar atento, pois algumas falsificações são muito bem feitas e podem nos enganar. 

Via de regra, é importante desconfiar de todos os boletos que chegarem até você sem seu consentimento ou conhecimento, pois muitos golpes visam assustar o cidadão dizendo que há alguma dívida em aberto ou algo assim. Se isso acontecer, antes de tudo mantenha a calma e não pague antes de verificar a procedência. 

Para saber se o boleto é verdade, é preciso seguir um passo a passo:

1 – Analise o código de barras

Em boleto autênticos, o código de barras que aparece na região superior do documento tem que ser o mesmo que aparece na parte inferior. 

Os três primeiros números da sequência correspondem ao código do banco emissor do documento — por exemplo, boletos do Bradesco sempre começam com 237, e os da Caixa, com 104.

Além disso, desconfie se o documento não for detectado por leitura ótica, seja na lotérica ou em aplicativos de celular. Caso isso aconteça, é recomendado entrar em contato com a empresa para checar a veracidade do documento. 

2 – Verifique os dados do boleto

Em boletos falsos costumam conter erros de português e de formatação. Por isso, sempre verifique se o boleto contém informações como data de vencimento, CNPJ e nome do beneficiário. Caso note qualquer indício de fraude, procure a empresa listada no boleto e se certifique de que o documento é verdadeiro.

3 – Check o valor do documento

Em boletos reais, os últimos números do código de barra sempre são iguais ao valor do documento. Caso essas informações não coincidam, ligue para a empresa responsável, pois muito provavelmente, é uma fraude. 

4 – Verifique a fonte de emissão do documento

Muitas vezes, os criminosos enviam o boleto falso por vias alternativas como e-mail, SMS ou WhatsApp, em vez de fornecê-lo por canais oficiais, como lojas virtuais de confiança. 

Por isso, é sempre importante ficar atento ao receber o documento por esses meios. 

Em todos os casos, o mais seguro é acessar o site oficial da empresa e realizar a emissão do boleto diretamente.

5 – Confira atentamente os dados do beneficiário

A última dica de como saber se um boleto é falso é: confira os dados do beneficiário. 

Por exemplo, é possível conferir em aplicativos do governo, se os números informados como CNPJ são autênticos e correspondem à empresa cujo serviço o usuário pretende pagar.

Também é aconselhável prestar atenção ao número de agência do beneficiário e buscar no Google a localização do banco. Nesse caso, se a loja tiver sede em São Paulo, mas a agência informada for de outro estado, o boleto pode ser falso.

Seguindo essas dicas, você poderá se certificar de que o boleto a ser pago realmente é verdadeiro e seu dinheiro será destinado aos lugares certos. 

Lembre – se: não pague nenhum boleto que lhe pareça estranho, de alguma forma, seja um número faltando ou uma informação incompleta. Ligue para o banco ou empresa responsável e verifique se o documento é verdadeiro antes de realizar qualquer pagamento.

Amanda Lino
Jornalista com mais de 7 anos de experiência em redações de rádio, TV e internet. Além de colaboradora da Webgo Content, Amanda também é host do podcast Me Empresta Seus Óculos, que trata sobre cotidiano.

Deixe seu comentário