Como funciona o SiSU? Tutorial do programa para estudar em Universidades Públicas

O Sistema de Seleção Unificada (SiSU) está em vigor desde janeiro de 2010. Antes desse programa, a forma para conseguir entrar em uma universidade pública dava-se através de provas, muitas vezes discursivas, da própria instituição de ensino superior.

No entanto, a chegada do SiSU fez com que o ingresso em faculdades públicas criasse uma nova cara, o que fez valer novas regras para a concessão das vagas em universidades, como por exemplo, a necessidade de o candidato ter feito a última edição do ENEM.

Embora tenha 10 anos de existência, há muitos estudantes com dúvidas sobre o curso a ser escolhido, bem como a instituição a qual querem ser alunos. Pensando nisso, preparamos este post para que você entenda melhor sobre como funciona o SiSU.

O que faço para poder participar?

Para que você esteja apto a concorrer uma vaga no SiSU, é fundamental que tenha realizado a prova do Enem do ano anterior.

Além disso, é preciso que não tenha obtido zero na prova de redação e, que não tenha escolhido ser treineiro.

Pronto! Se você atende a esses critérios, está tudo certo. Basta agora se esperar que o período de matrículas SiSU seja aberto.

E como funciona?

SiSU — Sistema de Seleção Unificada

As inscrições no SiSU são feitas somente pela internet, nenhuma prova precisa ser feita e muito menos, inscrições presenciais. Todo o procedimento é feito pelo site SiSU.

No ato da inscrição, você poderá escolher até 2 cursos. Lembrando que até o último dia do prazo de inscrições é possível ficar alterando entre optar por qual deles terá maior prioridade sobre o outro — referência à ordem de escolha.

Saiba que inscrever-se no SiSU é bem simples. Para isso, antes de entrar no site, basta utilizar o número de inscrição e a senha que cadastrou no último ENEM.

Logo que estiver no período de inscrição, siga esses pequenos passos e torça para ser aprovado.

Peso das notas

O SiSU utiliza a nota obtida no ENEM para que o candidato consiga aprovação no curso o qual está concorrendo. Para isso, esse método de seleção adota pesos diferentes em cada área disciplinar e varia de acordo com o curso.

Talvez você queira saber como funciona o SiSU para Medicina. Para esse curso, as questões de Ciências da Natureza e suas Tecnologias (Química, Física e Biologia), assim como a Prova de Redação, terão um peso maior.

Contudo, ao invés de Medicina, suponha que você opte pelo curso de Engenharia Civil. Assim, todas as questões de Matemática e suas Tecnologias, Ciências da Natureza e a Prova de Redação, vão adquirir mais peso.

Importantíssimo: note que o peso da Prova de Redação tem bastante relevância tanto aos cursos da área de humanas quanto de exatas. Ao tocar nesse assunto, vem à tona a disciplina de Língua Portuguesa. E é sobre isso que será abordado a seguir.

Língua Portuguesa e Ciências Humanas e suas Tecnologias

Caso você tenha pensado que apenas mandar bem em Ciências da Natureza e suas Tecnologias, bem como em Matemática e suas Tecnologias era o suficiente para conquistar a vaga que tanto sonha, cometeu um pequeno engano.

Até então, foi ressaltado a respeito das disciplinas com maior peso. No entanto, é imprescindível que obtenha boas notas em Linguagens, Códigos e suas Tecnologias (Língua Portuguesa), e também em Ciências Humanas e suas Tecnologias — Filosofia, Sociologia, História e Geografia.

Desta forma, para caso queira ser aprovado em quaisquer cursos, é necessário que tenha atenção redobrada às questões de sua área e em acertar um bom número das questões de Português e Ciências Humanas. Essas disciplinas servirão como um diferencial na prova como um todo.

Notas de corte do SiSU

Acompanhe diariamente as notas de corte dos cursos escolhidos. Isso porque a cada dia, o SiSU, tem como base os números de candidatos que estão inscritos em cada curso e a quantidade de vagas que ele dispõe. Com isso, o sistema calcula e divulga as notas de corte.

Desta forma, o candidato, ao verificar que sua pontuação não é a suficiente para o curso escolhido, tem a opção de escolher outro curso.

Com o intuito de te deixar por dentro dos horários em que são divulgadas as notas de corte, seguem os horários de divulgação das notas de corte:

  • Às 0h00 (meia-noite);
  • Às 07 horas AM;
  • Às 12 horas (meio-dia);
  • Às 17:30 PM;
  • Às 08 horas PM.

Resultado do SiSU

Geralmente, logo que os prazos das inscrições encerram, o sistema começa a classificar todos os candidatos que obtiveram melhor desempenho. E isso é feito por meio da análise do turno, curso, instituição e a modalidade de concorrência.

Assim que ocorre a divulgação do resultado, o candidato aprovado deverá certificar o dia que terá de comparecer na instituição para efetuar sua matrícula presencial.

Depois de divulgar a lista de aprovados, na próxima semana, ao sobrar vagas em diversos cursos, saem também a Lista de Espera e a segunda chamada SiSU.

Não foi aprovado?

É certo que bate certo desânimo quando não se vê o nome na lista de aprovados e nem na de espera. No entanto, lembre-se de que o SiSU é muitíssimo concorrido, pois ele abrange todo o Brasil. Portanto, não desanime.

Depois de tentar findado o SiSU, outros programas abrem o prazos de suas inscrições. Logo, você ainda tem chances de ingressar em um curso superior. Estamos falando do Programa Universidade para Todos (ProUni) e o financiamento oferecido pelo FIES.

E as chances não param por aí. Na atualidade, têm instituições privadas que utilizam a nota obtida no ENEM como forma de ingresso.

Com este post, demonstramos todos os trâmites que envolvem o processo seletivo SiSU. Desse modo, esperamos que todo o conteúdo tenha sido de grande valia a você, leitor. Boa sorte!

Paulo Victor Silva
Estudante do curso de Jornalismo pela UFES. Dono de uma mente inquieta e curiosa. Além disso, é amante da leitura e apaixonado pela música.

Deixe seu comentário