Código banco Santander para transferências

Realizar uma transferência online via TED ou DOC entre contas bancárias exige informar um dado importante: o código do banco destinatário. Ele é importante porque evita problemas com a transação.

Quem precisa transferir dinheiro para uma conta no Santander sempre fica em dúvida de qual é o código a ser utilizado. Aqui, indicamos qual é o código Santander. Confira!

Atualizar o boleto Santander

Código do Santander para transferências

O código do banco para o qual o dinheiro será enviado é solicitado durante a realização de um DOC ou TED. Trata-se do número do banco, informação que permite identificá-lo e garantir que o dinheiro seja corretamente encaminhado a ele durante a transferência.

Curiosamente, o código sempre é composto por três dígitos e oficialmente se chama COMPE (Código do Sistema de Operações Monetárias e Compensação de Outros Papéis). Os códigos são exclusivos, o que significa que nenhum outro banco possui a mesma numeração.

O código do Santander é 033. Portanto, sempre que for transferir dinheiro a partir de uma conta em outro banco para o Santander, indique o código 033 para realizar a operação corretamente.

O que acontece se informar o código errado?

O código do banco é somente uma das informações solicitadas para realização de transferências. Caso o código, bem como demais dados (agência, conta, CPF e nome do titular), estiver errado, a transação não é realizada e o valor retorna à conta de origem.

No entanto, é preciso se atentar a um detalhe: o estorno do valor não é imediato e pode demorar de horas até um dia útil para ser realizado. É justamente por isso que é tão importante verificar as informações fornecidas antes de finalizar o serviço.

O que é DOC e TED?

O código Santander é solicitado para transações como DOC e TED. Mas, você sabe exatamente o que são esses serviços? A seguir, esclarecemos essa questão. Confira:

DOC

Trata-se do Documento de Crédito, tipo de transferência limitada ao envio de R$ 4.999,99 para contas em outros bancos. O valor é creditado no dia útil seguinte ao da realização da transação, desde que feita até às 21:59. Depois desse horário, o valor é creditado em dois dias úteis.

Exemplificando: se transferir um valor na segunda-feira até às 21:59, o valor cai na conta na terça-feira. Caso transfira às 22:00, o dinheiro será creditado somente na quarta-feira. Fez o DOC no fim de semana? O valor será creditado no próximo dia útil.

Por isso, o DOC é mais indicado para quem não tem pressa em receber o dinheiro ou está em dúvida se realiza ou não a transação, já que esse tipo de transferência pode ser cancelado, ao contrário da TED.

TED

TED é a Transferência Eletrônica Disponível, na qual é possível transferir qual valor para uma conta em outro banco. Outra característica da TED é que o dinheiro é creditado num prazo reduzido, geralmente em minutos.

Mas, para que o dinheiro seja transferido rapidamente é preciso se atentar ao prazo de realização da TED: isso só ocorrerá se a transação seja realizada até às 17:00. Caso contrário, o dinheiro é creditado no próximo dia.

Quanto custa uma transferência DOC ou TED?

O valor cobrado por transferências DOC e TED varia de acordo com a instituição financeira de origem (de onde sai o dinheiro). Os bancos têm autonomia para estabelecer o preço que quiserem, mas normalmente o valor varia de R$ 10,00 a R$ 20,00.

Um detalhe importante: o valor da transferência pode ser diferente se a transação for realizada pessoalmente numa agência bancária ou por um terminal de autoatendimento, app ou internet banking. Normalmente, o valor cobrado presencialmente é mais caro.

Códigos para transferências dos principais bancos

Já sabe que o código de transferência do Santander é 033, mas não conhece o de outras instituições financeiras? Então, confira os códigos dos principais bancos do país:

  1. Banco do Brasil: 001;
  2. Caixa Econômica Federal: 104;
  3. Bradesco: 237;
  4. Itaú: 341.

Transferências via Pix

Quer evitar o pagamento de taxas de transferência e ainda receber o dinheiro em outras contas instantaneamente, tudo isso sem precisar utilizar códigos bancários? Então, as transferências via Pix são as melhores alternativas.

Nessa opção, utiliza-se uma chave, que pode ser um e-mail, número de celular ou CPF, entre outras alternativas. Tal chave deve ser fornecida pelo titular da conta que receberá o valor.

Flavio Carvalho
Gestor de Projetos e Pessoas da WebGo Content. Especialista em SEO e novos Projetos. Formado em Relações Públicas (PUC/PR) e experiência de mais de 10 anos no Marketing Digital.

Deixe seu comentário