Casa Verde e Amarela – Inscrição. Como fazer? Onde fazer?

O Casa Verde e Amarela é um programa habitacional do governo federal. Trata-se de uma alternativa que foi criada para substituir o Minha Casa Minha Vida, trazendo poucas novidades.

A seguir, falamos mais sobre o Casa Verde e Amarela, com destaque principal sobre como fazer a inscrição para o programa. Confira e saiba como tentar o benefício para realizar o sonho da casa própria.

Casa Verde e Amarela

O Casa Verde e Amarela é um programa de habitação que tem como objetivo facilitar o acesso à casa própria, com oferecimento de subsídios governamentais, além de juros reduzidos e flexibilidade de pagamento do financiamento.

Além disso, o programa tem como foco promover e facilitar a regularização fundiária, viabilizando-a pela iniciativa privada, algo que não era permitido anteriormente por essa ser uma tarefa destinada ao governo.

Vale lembrar que a MP (Medida Provisória) que regulamenta o Casa Verde e Amarela está em tramitação nas esferas públicas responsáveis, portanto, o programa ainda pode sofrer alterações antes de sua implementação.

Quem pode se inscrever no Casa Verde e Amarela

O programa é especialmente destinado à população de baixa renda. Veja, a seguir, quais requisitos devem ser cumpridos para ter direito à inscrição no Casa Verde e Amarela:

  • Pertencer a uma família de baixa renda, com ganho mensal de R$ 2 mil a R$ 7 mil;
  • Ter mais de 18 anos de idade;
  • Não ser beneficiário de outro programa habitacional de órgãos públicos, independentemente da esfera;
  • Não possuir imóvel (alternativa destinada somente a determinados grupos de renda do programa).

Como o Casa Verde e Amarela ainda não foi implementado, pode ser que essa lista de requisitos seja ampliada. Por isso, antes de tentar a inscrição verifique no site oficial do programa se tem direito. Também é possível conhecer demais requisitos no site da Caixa Econômica Federal.

Faixas de renda Casa Verde e Amarela

O governo estabeleceu três faixas de renda para o Casa Verde e Amarela. Para se inscrever no programa, o candidato deve pertencer a uma dessas faixas. Abaixo, indicamos quais são elas:

  • Grupo 1: renda mensal de até R$ 2 mil;
  • Grupo 2: renda mensal de R$ 2 mil a R$ 4 mil;
  • Grupo 3: renda mensal de R$ 4 mil a R$ 7 mil.

Esses grupos / faixas de renda são destinados a moradores de áreas urbanas. Se residir em área rural e quiser aproveitar os benefícios do programa Casa Verde e Amarela, será preciso ter renda familiar de R$ 84 mil por ano, no máximo.

Como se inscrever no Casa Verde e Amarela?

O processo oficial de inscrição no programa habitacional Casa Verde e Amarela ainda não foi divulgado, mas a expectativa é que seja idêntico ao realizado no Minha Casa Minha Vida. Se isso se confirmar, a inscrição funcionará da seguinte forma:

Grupo 1 Casa Verde e Amarela

Para as famílias que pertencem à faixa inicial de renda, a inscrição deve ser realizada na prefeitura da cidade em que residem ou numa entidade organizadora autorizada pelo governo.

Grupos 2 e 3 Casa Verde e Amarela

Famílias pertencentes aos grupos 2 e 3 do Casa Verde e Amarela podem se inscrever em uma entidade organizadora autorizada pelo governo ou diretamente na Caixa Econômica Federal.

Em ambos os casos é preciso apresentar documentos específicos solicitados para análise de crédito e verificação da capacidade de pagamento da família, podendo identificar qual financiamento melhor atende as necessidades do candidato.

casa verde e amarela como se inscrever

Documentos para inscrição no Casa Verde e Amarela

A lista de documentos solicitados deve ser semelhante à que é pedida no Minha Casa Minha Vida. Portanto, será necessário apresentar:

  • Carteira de identidade / RG;
  • CPF;
  • Certidão de estado civil, se for o caso;
  • Comprovante de renda (holerite, extrato bancário, entre outros);
  • Carteira de trabalho;
  • Comprovante de residência atualizado;
  • Título de eleitor;
  • NIS;
  • CadÚnico (Cadastro Único para programas sociais do governo federal), se tiver;
  • Certidão de nascimento e CPF de filhos;
  • Laudo médico com CID, caso seja portador de necessidades especiais.

Um detalhe importante a ser lembrado para inscrição: é preciso apresentar a documentação de todos os membros da família, ou seja, pessoas que residem no mesmo imóvel. Caso não tenha algum dos citados, verifique com o responsável pela inscrição o que como ser apresentado em substituição.

Flavio Carvalho
Gestor de Projetos e Pessoas da WebGo Content. Especialista em SEO e novos Projetos. Formado em Relações Públicas (PUC/PR) e experiência de mais de 10 anos no Marketing Digital.

Deixe seu comentário