Caixa Econômica passará a liberar crédito através do aplicativo. Conheça como funciona e principais regras

No mês de dezembro de 2020, a Caixa Econômica Federal informou que aproximadamente R$ 10 bilhões em microcrédito seriam liberados para as pessoas que tinham o desejo de investir ou abrir seus negócios.

Essa ação visava disponibilizar microcréditos com o intuito de auxiliar os brasileiros depois que o auxílio emergencial chegasse ao fim.

Neste artigo, entenda como a CAIXA liberou crédito através do aplicativo. Saiba mais a seguir!

Caixa Econômica passará a liberar crédito através do aplicativo: entenda o que é

Caixa Econômica passará a liberar crédito através do aplicativo

Até dezembro de 2020, o governo havia anunciado que o Auxílio Emergencial não seria prorrogado até 2021.

Em virtude disso, a CAIXA, sob a finalidade de conter o impacto social devido o término do auxílio, implantou a liberação de crédito por meio do aplicativo.

Além disso, essa medida serviu como uma estratégia de crescimento para a instituição financeira para os anos seguintes.

Como vai funcionar?

De acordo com o posicionamento da Caixa Econômica, milhões de empreendedores vão ser contemplados por meio de pequenos empréstimos, cerca de R$ 1 mil.

Ademais, essa tática de crescimento do banco, junto à criação de um banco digital, conta como a abertura de capital na bolsa americana, a Nasdaq.

Deste modo, o microcrédito voltado aos empreendedores, vai ficar disponível por meio do novo banco digital.

Restrições do microcrédito

É de extrema importância destacar algumas restrições que envolvem o microcrédito, como é caso da quantia concedida no empréstimo.

Dessa forma, cada empreendedor que requisitar o microcrédito, vai ter direito a R$ 1 mil assim que o Auxílio Emergencial for encerrado.

Outra delimitação, diz respeito ao prazo para o pagamento desse crédito que a CAIXA visa disponibilizar. Assim, o empreendedor deverá pagar o empréstimo em até cinco anos.

Qual o valor da taxa de juros?

A instituição bancária ainda não divulgou qual será a taxa de juros. No entanto, o banco afirma que o acesso ao microcrédito vai ser fácil e muito mais rápido comparado às opções existentes no mercado financeiro.

Segundo a Caixa Econômica, mesmo que seja mais fácil conseguir esse tipo de crédito, é de suma importância que os credores saibam distinguir que essa quantia é um empréstimo, não um auxílio.

Assim sendo, o microcrédito deverá ser requisitado por aqueles que têm condições de debitar o valor que lhes foi creditado.

Empréstimo àqueles que recebem o Auxílio Emergencial 

É esperado que no atual ano de 2021, a Caixa Econômica Federal conceda empréstimo que seja voltado àqueles que são beneficiados pelo Auxílio Emergencial.

Essa medida foi levantada diante o estado social durante a pandemia da Covid 19.

Logo que o pagamento desse auxílio foi iniciado, milhões de contas digitais foram abertas pela CAIXA.

De modo instantâneo em que as contas eram abertas, os brasileiros donos dessas contas eram considerados como “invisíveis” pelo governo.

Devido a isso, logo que a Caixa Econômica passou a tomar conhecimento a respeito da quantidade de pessoas beneficiadas pelo auxílio, compreendeu que era necessário a abertura de microcrédito para esse grupo de indivíduos.

Veja também: Como fazer o Pix na CAIXA

Mediante o caos pandêmico, há expectativa de que o microcrédito seja lançado assim que os pagamentos do Auxílio Emergencial chegarem ao fim. Quanto a isso, vale ressaltar que todas as contas sociais digitais criadas no ano de 2020, vão ser mantidas até o primeiro trimestre de 2021.

Estudante do curso de Jornalismo pela UFES. Dono de uma mente inquieta e curiosa. Além disso, é amante da leitura e apaixonado pela música.

Deixe seu comentário