Bolsa Família será ampliado para mais pessoas em 2021: entenda aqui!

Muito já foi especulado sobre o novo programa desenvolvido pelo Governo, o conhecido Renda Cidadã, que tem previsão de lançamento para o ano de 2021. Isso acontece porque o presidente, Jair Bolsonaro, já disse que não tem o interesse de prorrogar o auxílio emergencial, do qual atualmente, faz a distribuição de R$300, para o então ano de 2021.

Conforme informações divulgadas, o presidente está desistindo da ideia da criação da Renda Cidadão neste ano, visto que cada vez há menos tempo, com muitas indefinições.

Entenda melhor abaixo como funcionará a ampliação do Bolsa Família.

Ampliação do Bolsa Família: Como Funcionará?

Ampliação do Bolsa Família: Como Funcionará?

Por causa do cenário atual e a desistência da criação do Renda Cidadã no ano de 2020, o governo está estudando a chance de manter o já conhecido Bolsa Família, ampliando o programa social para mais pessoas que estejam dentro das regras.

Conforme estimativas do governo, será preciso que pelo menos 3 milhões de famílias brasileiras, continuem recebendo assistência monetária a partir do ano de 2021, mesmo quando o auxílio emergencial tiver chegado ao fim.

O auxílio emergencial está atendendo cerca de 67 milhões de pessoas em nosso país, enquanto a ampliação do Bolsa Família, poderá ser a saída mais indicada de amparo para que a maioria dessas pessoas, que vão precisar da ajuda direta do governo.

Ainda não se tem demais atualizações sobre quais serão as mudanças do Bolsa Família e sua ampliação, mas, espera-se que até o final do mês, mais informações sejam esclarecidas.

Continue acompanhando nosso site para obter mais informações, estando sempre por dentro do que acontecerá no quesito Bolsa Família.

Como funciona o Bolsa Família?

O Bolsa Família, programa já conhecido em todo nosso país, foi criado pela lei de número 10.836/04, do qual é feito por meio da transferência direta de renda, que procura beneficiar famílias que estejam em condições de pobreza ou de extrema pobreza em todo nosso país.

Foi usado um limite de renda para que seja definido as duas situações possíveis dele, sendo assim, quem pode fazer parte do programa são:

  • Todas as famílias que possuem renda por pessoa de no máximo R$89 mensais – sendo assim consideradas famílias em situação de extrema pobreza;
  • Famílias que tenham renda por pessoa entre R$89,01 e R$178,00 mensais, desde que tenham crianças e adolescentes entre 0 até 17 anos – sendo assim, consideradas famílias em situação de pobreza, com crianças e adolescentes.

Para saber qual é o valor da renda mensal por pessoa, é necessário fazer a soma de todos os rendimentos e salários por entre os membros da família, sendo assim, aqueles que moram na mesma casa, dividindo pelo número de pessoas.

Os valores recebidos pelo Bolsa Família variam de acordo com a renda e também se há gestantes, crianças e adolescentes. Os benefícios podem acumular, veja mais sobre os valores abaixo:

Benefício básico

Com o valor de R$89, ele é pago apenas para as famílias que estão nas condições de extrema pobreza, ou seja, que possuem renda mensal de no máximo R$89 por pessoa.

Benefícios variáveis – somando no máximo cinco por família

O valor de R$41 é pago para as famílias que tenham renda mensal de no máximo R$178 por pessoa, além de ser necessário ter em sua composição crianças e adolescentes com no máximo 15 anos.

Para grávidas, é a mesma situação, mas sendo pago em apenas nove parcelas mensais, correspondente aos meses de gestação.

Famílias que têm crianças de até seis meses em sua composição, também tem a possibilidade de recebimento de seis parcelas mensais.

Benefício variável vinculado para o adolescente – no máximo dois por família

O valor de R$48 poderá ser pago para as famílias que tenham renda mensal de no máximo R$178, sendo necessário em sua composição adolescentes entre 16 e 17 anos.

Benefício de superação da extrema pobreza

Esse valor é pago para família que continuam com renda mensal por pessoa menor do que R$89, mesmo depois de continuarem a receber os benefícios já explicados do programa.

O valor será calculado em cada caso, variando de acordo com a renda e quantidade de pessoas para que assim, a família passe o valor mensal de R$89 por pessoa.

Agora que você já sabe quais são os valores e formas de distribuição do Bolsa Família, fique sempre ligado em nosso site para demais atualizações sobre o tema.

Avatar
Jornalista formada pela PUCPR viciada em música de todos os tipos, livros e séries. Mestre em curiosidades inúteis, está sempre procurando fugir da rotina.

Deixe seu comentário