Bolsa de estudos no exterior — como conseguir estudar em outro país de graça?

A princípio, a experiência de estudar fora do Brasil pode parecer bem cara. No entanto, existem bolsas de estudos no exterior a preços acessíveis e algumas, de graça.

Então, se você acha que é um grande desafio estudar em outro país, continue a leitura deste artigo e seja surpreendido! Saiba mais a seguir.

Bolsa de estudo no exterior: intercâmbio grátis

Bolsa de estudos no exterior

Antes de tudo, você precisa encontrar o programa ideal para a sua realidade. Ou seja, decida se está à procura de intercâmbio para sua vida profissional ou acadêmica.

Depois que decidir isso, é necessário fazer com que o intercâmbio seja mais acessível. Assim, o caminho mais assertivo é procurar por bolsas de estudo disponíveis.

Quanto a essas oportunidades, são várias bolsas e elas atendem a muitas modalidades, que vão do ensino médio à pós-graduação.

Intercâmbio no ensino médio

Para os alunos que têm interesse em estudar em uma escola americana, há programas que permitem que seja feito intercâmbio de graça, como a ONG ANS.

Esse projeto é destinado aos jovens sem condições de fazer intercâmbio, que carecem de bolsa de estudo.

Dessa forma, a ANS cobre despesas como:

  • Emissão de visto;
  • Hospedagem;
  • Alimentação em casa de família;
  • Transporte para escola;
  • Custo com os materiais didáticos
  • Seguro de vida;
  • Passagens aéreas de ida e volta aos EUA.

Além disso, o estudante contemplado com a bolsa de estudos no exterior recebe uma ajuda de custo, mensalmente, de US$120,00.

Bolsa de estudos no exterior

Bolsas de estudo para graduação e pós

O ensino superior apresenta mais direções para conseguir uma bolsa de estudos. Uma delas se refere às parcerias entre universidades brasileiras e estrangeiras.

A outra trajetória é se candidatar às bolsas que são ofertadas por organizações e governos.

Graduação em outro país

O Banco Santander possui convênio com programas que oferecem ajuda de custo a alunos que se interessam em fazer intercâmbios acadêmicos.

Assim que for contemplado com a bolsa de estudos, o estudante pode permanecer no país por um período de algumas semanas a até seis meses.

Além desse tipo de intercâmbio, existem bolsas para graduação completa, como é o caso de universidades estrangeiras que concedem bolsas tendo como critério o reconhecimento do talento específico do candidato.

Pós-graduação fora do Brasil

Quem deseja cursar a pós-graduação em outro país, os processos seletivos são mais numerosos.

A Fundação Carolina é um exemplo disso. Com ela, os alunos latino-americanos são apoiados nas mais diferentes áreas e, tem como foco as instituições de destino na Espanha.

No caso dessa instituição espanhola, conforme o curso escolhido, o estudante pode ganhar de 50 a 100% sobre o valor da anuidade.

Bolsa de estudos no exterior oferecida por governos e embaixadas

Os Estados Unidos também é um país que atrai estudantes que têm o interesse em cursar pós-graduação no exterior.

Um dos programas associados ao governo é o Fulbright, que é o mais conhecido nos EUA. Ele concede bolsas para graduação, mestrado, doutorado e pós-doutorado.

Além disso, é aberta a quem se esquadra como visiting scholars — período em que um pesquisador trabalha em outra instituição de ensino.

Veja também: 7 programas educacionais do governo para alavancar sua carreira

Conseguir uma bolsa de estudos no exterior não é tão difícil como você pensava. Basta traçar suas metas, pesquisar sobre os programas que ofertam vagas e se informar a respeito de todos os trâmites envolvidos.

Paulo Victor Silva
Estudante do curso de Jornalismo pela UFES. Dono de uma mente inquieta e curiosa. Além disso, é amante da leitura e apaixonado pela música.

Deixe seu comentário