Aplicativo Bolsa Família: Como Utilizar e Benefícios

O Bolsa Família é conhecido como um dos auxílios do governo para pessoas que estão dentro de determinada renda considerada baixa em nosso país, sendo assim, feita essa distribuição de dinheiro para melhorar a vida de muitas pessoas carentes.

Você sabia que um aplicativo próprio para a movimentação desse benefício foi desenvolvido? Tudo de modo a facilitar a vida de quem recebe o mesmo, podendo fazer demais transações bancárias.

Veja abaixo informações completas sobre como funciona, como fazer o download do mesmo, quais são as principais dicas de uso e muito mais.

Aplicativo Bolsa Família – Como Utilizar?

O Bolsa Família, aplicativo desenvolvido pela Caixa, tanto para Android quanto para iPhone, foi desenvolvido para que demais interações e atividades possam ser desenvolvidas sem que o usuário tenha que necessariamente ir até uma agência da Caixa. O aplicativo mostra um calendário do benefício, saldo, extrato, verifica qual é o ponto de atendimento mais perto de você, além de muitas outras informações importantes.

O aplicativo mostra quais são as parcelas que serão liberadas, além de exibir o extrato inteiramente detalhado. Ademais, ele também mostra onde há pontos de atendimento da Caixa mais perto do usuário, apresentando muitas outras dicas financeiras para que os cadastrados possam se informar.

Como baixar o aplicativo do Bolsa Família correto?

É comum que muitas pessoas tenham dificuldades na hora de procurar pelo aplicativo correto do Bolsa Família, isso porque, existem muitos golpes aplicados nessa busca, de modo a conseguir informações dos usuários e assim, se aproveitar do dinheiro alheio.

Veja abaixo informações completas sobre como conseguir baixar o aplicativo do Bolsa Família de forma rápida, fácil e simples, além de qual deles é o correto.

  1. Acesse sua loja do celular, que pode ser a Play Store ou a Apple Store;
  2. Faça então a busca por “Bolsa Família”;
  3. Realize o download do primeiro aplicativo que irá aparecer na busca, clicando na opção “Instalar”;
    Como baixar o aplicativo do Bolsa Família correto?
  4. Agora, será necessário preencher demais dados requisitados, como seu nome completo, número de CPF, conta bancária e tudo que possa te identificar como você.

Neste momento, você só precisa investigar todas as opções que estão ali disponíveis dentro do app, tudo de uma forma rápida e simples, verificando o que pode ser executado sem nem ter que sair de casa, tudo com a maior segurança existente.

Como atualizar demais dados do Bolsa Família?

Só é possível fazer a atualização dos dados do Bolsa Família de forma presencial, dessa forma, o responsável da família precisa comparecer diretamente em uma CRAS, portando um documento com foto. É preciso informar e levar provas precisas de quais são as mudanças que aconteceram na família, seja o nascimento de um filho, mudança de casa, de trabalho, mudança de escola ou de creche, além de muitas outras possibilidades.

É importante ficar de olho na atualização de demais dados, visto que do contrário, o beneficiário terá que lidar com demais problemas futuros, até mesmo com o cancelamento do benefício, visto que não foi registrado demais alterações em cadastro específico.

Quais são as pessoas que podem receber o Bolsa Família?

Podem receber o benefício aqueles famílias que são consideradas como extrema pobreza – do qual a renda mensal por pessoa é de até R$89, ou em situação de pobreza, onde a renda por pessoa é de R$178,00, mas, é preciso que ambas estejam com seu cadastro em dia no CadÚnico.

É importante destacar também que nos casos de inclusão de mães que amamentam, é preciso que a participação de atividades educativas estejam em dia, que são ministradas pelo Ministério da Saúde, especificamente sobre aleitamento materno e alimentação saudável.

Outro fato importante é de que é preciso manter algumas informações atualizadas, como o cartão de vacinação das crianças, estas da idade de até 7 anos, além de fazer o acompanhamento da saúde de mulheres entre 14 até 44 anos. Os alunos entre 6 até 15 anos também precisam ter uma frequência mínima de 85% na escola, número que fica em  75% os estudantes entre 16 até 17 anos.

Estudantes de seis a 15 anos precisam ter frequência mínima de 85% na escola, número que sobe para 75% no caso de adolescentes de 16 e 17 anos​. Caso esteja em dúvida sobre as principais regras, verifique mais diretamente no site: http://www.caixa.gov.br/programas-sociais/bolsa-familia/Paginas/default.aspx.

Avatar
Jornalista formada pela PUCPR viciada em música de todos os tipos, livros e séries. Mestre em curiosidades inúteis, está sempre procurando fugir da rotina.

Deixe seu comentário